Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Polícia Civil termina inquérito e conclui que reitor da UFSC cometeu suicídio

Luiz Carlos Cancellier de Olivo se jogou de escada de shopping em Florianópolis no dia 2 de outubro.

0

A Polícia Civil concluiu o inquérito sobre a morte do reitor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Luiz Carlos Cancellier de Olivo, ocorrida no dia 2 de outubro em Florianópolis, e concluiu que ele cometeu suicídio. O documento foi entregue à Justiça na quarta-feira (25).

Cancellier tirou a própria vida por volta das 10h30, após queda no vão central do shopping Beira-Mar. Ele se jogou da escada rolante do piso L4.

“Com base nos exames realizados, somados ao teor dos laudos periciais emitidos pelo IML e das filmagens de câmera de segurança do estabelecimento comercial, Luiz Carlos Cancellier de Olivo foi vítima de autoeliminação por precipitação”, concluiu no relatório o delegado Eduardo Mattos, responsável pela investigação.

Ainda segundo o documento, o reitor chegou sozinho ao estabelecimento e não conversou com ninguém.

O delegado ainda ressalta na conclusão do inquérito que o irmão do reitor, Júlio Cancellier, afirmou que Luiz Carlos estava com quadro de depressão após ser preso pela Operação Ouvidos Moucos. Ele foi detido no dia 14 de setembro e solto no dia seguinte. O reitor estava indo a um psiquiatra e tomando remédios, informou o irmão.

Dentro da carteira do reitor foi encontrado um bilhete – cujo conteúdo foi divulgado pelo irmão do reitor e confirmado pela Polícia Civil – que dizia: “minha morte foi decretada quando fui banido da universidade”.

Fonte: g1/sc

Comentários
Carregando