Destaque

Polícia de SP e novo inquérito contra Lula nas manchetes do dia

Polícia de SP e novo inquérito contra Lula nas manchetes do dia

Um novo inquérito preparado por procuradores da força-tarefa da Lava Jato contra o ex-presidente Lula é a manchete de O Estado de S.Paulo nesta segunda-feira. Para o MPF, o depoimento do petista ao juiz Sérgio Moro reforçou indícios da atuação do ex-presidente na obstrução à Justiça. Na Folha de S.Paulo, levantamento aponta que a eficácia da polícia paulista é baixa: no setor que investiga homicídios, houve só 1 prisão para cada 5 inquéritos.

O Estado de S.Paulo
Procuradores preparam novo inquérito contra Lula
A força-tarefa da Lava Jato avalia existirem elementos de que o ex-presidente, ao longo dos três anos de investigações ostensivas da operação, buscou obstruir o trabalho da Justiça em episódios que envolvem suposta destruição de provas e intimidação de autoridades. No depoimento a Moro, na última semana, Lula confirmou encontros com o ex-diretor da Petrobrás Renato Duque e com o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro em 2014, após o início da Lava Jato. Ambos acusam Lula de ter orientado a destruição de provas. O ex-presidente nega.

Folha de S.Paulo
Números mostram baixa eficácia da polícia paulista
Dados de 2016 revelam que o departamento que investiga homicídios e outros crimes contra pessoas abriu 1.994 inquéritos, que resultaram em apenas 372 prisões (taxa de 19%). Para policiais e especialistas, o desempenho se explica por uma combinação de falta de estrutura, reduzida renovação de pessoal e práticas pouco eficazes. Segundo o governo estadual, a taxa de esclarecimento vai a 40% nos casos de homicídio doloso. O índice paulista supera o de outros Estados, que muitas vezes não passa de 10%, mas é bem inferior ao de países como Alemanha (96%) e EUA (65%).

Perdi minha reputação, minha vida virou inferno
Em sua primeira entrevista desde que deixou o Ministério da Fazenda, Guido Mantega afirma que delatores ouvidos pela Lava Jato inventaram histórias “inverossímeis” a seu respeito. “Minha reputação foi colocada por água abaixo”, disse a Mônica Bergamo.  

O Globo
Estados vão privatizar empresas de gás natural
A venda de distribuidoras estaduais de gás natural é o novo alvo do programa de desestatização do BNDES, que já conta com o aval de sete dos 22 estados com estatais do setor: Pernambuco, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Paraíba e Rio Grande do Norte. O banco prepara a contratação de estudos técnicos para definir o modelo de privatização das empresas, e os leilões poderão ocorrer no terceiro trimestre de 2018.

Valor Econômico
Depois de porto e aeroporto, governo privatiza ferrovia
Depois do sucesso dos últimos leilões de aeroportos e terminais portuários, o governo entra agora na etapa mais desafiadora do programa de concessões de infraestrutura: a licitação de ferrovias. As minutas de edital e contrato de duas ferrovias serão colocadas em audiência pública até meados de junho.

Zero Hora
Núcleo da PF no Estado vai investigar para a Lava-Jato
Polícia Federal no Rio Grande do Sul conduzirá inquéritos contra gaúchos com foro no Supremo Tribunal Federal: um ministro, quatro deputados e dois ex-dirigentes da Trensurb.

Fonte: veja.com

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!
Next article Marcelo Rezende revela que está com câncer no pâncreas
Previous article Polícia cumpre 31 mandados de prisão em operação contra crime organizado na Grande SP

Related posts

0 Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Você pode ser o primeiro a comentar esta postagem postar comentário!

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta