fbpx
Polícia encontra drogas na mochila de estudante esfaqueada durante assalto

Uma novidade pode provocar uma reviravolta nas investigações da morte de Jéssica Leite, 20 anos, estudante assassinada durante um assalto em que ela teria reagido para evitar a perda de seu celular. A Polícia Civil de Brasília, que investiga o caso, encontrou porções de maconha, microsselos de LSD, uma balança de precisão e um aparelho para triturar a droga.

Agora, a hipótese de o crime ter relação com o tráfico passa a ser considerada. O delegado Flávio Messina, da 17ª Delegacia de Polícia, destacou, entretanto, que a droga pode ter sido “plantada” (colocada) na mochila da jovem, o que está sendo investigado.

Mais cedo, Messina disse que o autor do crime pode ser um conhecido da universitária, já que ela mudou a sua rotina e permaneceu por cerca de 15 minutos no local em que foi assassinada. A jovem foi morta a 200 metros de casa, na EQNL 21/23 de Taguatinga, na tarde de terça-feira (14/6).

“É um caso muito diferente, porque não levaram nada. Quando policiais chegaram no local, o corpo estava cercado por moradores. Pode ser que o celular levado nem esteja com o assassino”, afirmou na manhã desta quarta (15). A polícia também está em busca das imagens de câmeras de segurança das casas e comércios próximos ao local do crime.

Editada a partir de informações do Portal Metropoles

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta