fbpx
Polícia Federal indicia ex-prefeito Fernando Haddad por caixa dois

O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) foi indiciado por falsidade ideológica eleitoral pela Polícia Federal. Também foram indiciados o ex-tesoureiro do partido João Vaccari Neto e mais cinco.

A informação foi confirmada pela PF e a ação diz respeito à apuração de crimes eleitorais e lavagem de dinheiro relacionadas à campanha de 2012 do petista.

A PF indiciou Vaccari pelos crimes de falsidade ideológica e lavagem de dinheiro, além de associação criminosa.

O relatório de indiciamento do petista, Vaccari e outros investigados foi enviado à Justiça Eleitoral de São Paulo na semana passada. O inquérito foi aberto no dia 25 de novembro, depois da delação do empreiteiro da UTC Ricardo Pessoa.

Ele tinha dito que recebeu um pedido de Vaccari para o pagamento “de uma dívida de campanha do então candidato a prefeito de São Paulo Fernando Haddad relativa ao pleito de 2012”. Os valores, então, deveriam ser pagos a uma gráfica que pertence a “Chicão”. 

A campanha de Haddad foi alvo da Operação Cifra Oculta, um desdobramento da Operação Lava Jato. Naquela conjuntura, os investigadores pediram a condução coercitiva do petista, mas a Justiça negou.

R7

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta