Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Polícia flagra casas em condomínio de luxo no Piauí com consumo de energia de apenas R$ 20

0

Pelo menos 10 pessoas foram presas e outras sete detidas por suspeita de roubo de energia em condomínios na Zona Leste de Teresina.

Dez pessoas foram presas e sete detidas nesta quarta-feira (26) suspeitas de furto de energia em 15 residências em dois condomínios de luxo em Teresina. A polícia descobriu que enquanto muitos consumidores se desdobram para pagar as faturas, empresários, médicos e servidores públicos federais, cujo poder aquisitivo é alto, fraudavam seus medidores para maquiar o consumo de energia. Com isso, uma conta de luz que custaria em média R$ 1mil, caía para R$ 20 após com a fraude.

O delegado afirmou que as sete pessoas detidas foram levadas à delegacia somente para averiguação e vão responder em liberdade, após pagamento de fiança.

“O que me chama atenção é que o furto aconteceu em dois condomínios de luxo em Teresina, onde as pessoas possuem poder aquisitivo alto e tinham condições de pagar as faturas, mas preferiam alterar o medidor e uma casa que deveria pagar R$ 1 mil pelo consumo pagava apenas R$ 20”, afirmou.

Cerca de 80 pessoas entre policiais, escrivães, delegados e técnicos da Eletrobrás participaram da operação deflagrada na manhã desta quarta-feira.

A gerente de medição e combate às perdas de energia da Eletrobrás, Rafaela Moreira, afirmou que ação foi organizada a partir de denúncias anônimas.

“A partir destes dados a empresa montou uma operação junto com Greco e constatou o furto de energia. Ainda não sabemos há quanto tempo acontecia o desvio de energia e quais as perdas a empresa teve”, contou a gerente.

A Eletrobrás e a polícia já realizaram 40 prisões por furto qualificado e a Eletrobrás estima perdas de R$ 120 milhões com ligações clandestinas.

Fonte: g1/pi

Comentários
Carregando