fbpx
Polícia Militar encontra corpo de estudante que estava desaparecida em Brasília

A Polícia Militar encontrou, na manhã desta sexta-feira (11/3), o corpo da jovem Louise Ribeiro, 20 anos. A estudante de biologia da Universidade de Brasília (UnB) estava desaparecida desde a noite de quinta-feira (10/3). Segundo a Polícia Militar, um colega de curso confessou o crime e mostrou o local onde o corpo estava, em um matagal próximo a instituição de ensino.

Louise Ribeiro foi vista pela última vez por amigos da UnB, por volta do meio-dia de ontem, quando seguia para o estágio no Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama), na L4 Norte. Segundo familiares, ela chegou a entrar em contato por volta das 20h, por telefone, dizendo que iria a uma pizzaria na 404 Sul e depois não deu mais notícias.

O capitão Silva, da Polícia Militar, afirmou que o suspeito confessou ter ligado para a vítima dizendo que ia se matar e que só ela poderia evitar. Eles marcaram um encontro no laboratório de biologia da UnB. Lá, ele usou uma substância química para fazer com que ela desmaiasse. Depois, segundo o relato do autor do crime aos policiais, ele a asfixiou e jogou o corpo em um matagal. O suspeito está detido pela Polícia Civil para averiguações.

Buscas
O pai, um tenente do Exército, havia registrado o desaparecimento da jovem na manhã de hoje. Amigos da vítima também espalharam cartazes na UnB e distribuíram mensagens nas redes sociais à procura da estudante. Depois disso, a polícia iniciou as buscas e localizaram o carro da vítima no estacionamento da universidade.

Colegas de curso teriam indicado o rapaz como suspeito do desaparecimento de Louise. A PM entrou em contato com ele, por telefone, e marcaram um encontro para obter mais informações. Ao chegar ao local e conversar com os PMs, o suspeito ficou nervoso e acabou confessando o crime e o local onde havia deixado o corpo da estudante.

Apoio
Na quadra onde reside a vítima, na 102 Norte, uma ambulância do Exército está à disposição da família. Na residência moravam pai, mãe, Louise e a irmã. Um coronel da corporação, que não quis se identificar, se encontra no local para prestar solidariedade. “O pai da jovem é um tenente antigo. O único contato que nós temos é profissional. Ele atua no gabinete do comandante do exército no Setor Militar Urbano (SMU)”, disse.

As informações são do Correio Braziliense

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta