Policiais civis paralisam atividades em protesto por colega morto no ES

Serviço vai ser normalizado nesta quinta-feira (9), segundo a Polícia Civil

Policiais civis do Espírito Santo paralisaram as atividades ao meio-dia desta quarta-feira (8), em protesto pelo investigador morto em Colatina, Noroeste do estado, nesta terça-feira (7). Eles saíram em passeata até o quartel da Polícia Militar em Maruípe, em Vitória, e de lá seguem para o velório do colega.

A paralisação acontece em apoio ao movimento dos policiais militares, mas o serviço vai ser normalizado nesta quinta-feira (9), segundo a Polícia Civil.

O corpo do policial vai ser velado no cemitério Jardim da Paz, na Serra, Grande Vitória. O enterro está previsto para as 15h.

Segundo a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Mario Marcelo de Albuquerque foi atingido por um criminoso ao intervir no assalto a um motociclista. Ninguém foi preso ainda.

O investigador Marcelinho, como era conhecido, estava de carro com um colega quando, na altura da Curva Mario Cassani, na BR-259, abordaram criminosos que assaltavam um motociclista.

Houve troca de tiros e o investigador foi baleado na barriga. Os assaltantes conseguiram fugir.

Mario foi levado para o Hospital São Bernardo, em Colatina, mas não resistiu e morreu. o investigador deixa esposa e dois filhos.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário