fbpx
Policiais militares são presos em operação contra grupo de extermínio em AL e PE

Entre os presos da operação integrada deflagrada na manhã desta quinta-feira (28) pelo Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc), do Ministério Público (MP), e a Polícia Civil, para desarticular um grupo de extermínio que atuava nos estados de Alagoas e Pernambuco, estão dois policiais militares.

A informação é da assessoria de comunicação do MP que informou que os suspeitos foram presos na cidades de Maceió, Branquinha, União dos Palmares (AL) e São Benedito do Sul (PE).

Os policiais militares Fernando Gomes de Lima Filho, “o Fernandinho”, e Cícero Vasconcelos de Lima Júnior, conhecido como “Cabo Júnior”, estão entre os presos porque as investigações apontaram a participação deles em ao menos dois homicídios.

Na ação integrada foram presos ainda Francisco Eduardo da Silva, que é apontado como um dos chefes da quadrilha, Wellington Monteiro da Silva Gomes, Carlos Eduardo Soares, Joelison da Silva Oliveira e Márcio Rogério da Silva Lima.

De acordo com as investigações do Gecoc a quadrilha, que possui ramificação com o antigo grupo de extermínio ninjas, que foi responsável por dezenas de execuções no passado, cometia crimes em troca de recompensas financeiras.

Quase todas as prisões cumpridas são preventivas, apenas uma é temporária, de cinco dias, podendo ser prorrogada por igual período.

Fonte: g1

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta