fbpx
Policial civil é encontrado morto dentro da própria casa; filho e esposa são suspeitos

Agente foi atingido na face por um disparo de arma de fogo, diz PM

Um policial civil de Maringá, no norte do Paraná, foi encontrado morto dentro da própria casa na manhã desta segunda-feira (6). De acordo com a Polícia Militar (PM), o investigador Adalton Torres foi atingido por um disparo de arma de fogo na face. Torres estava na Polícia Civil há 35 anos e trabalhava no 3°Distrito Policial.

De acordo com o delegado de Homicídios Diego Almeida, a esposa do policial é suspeita de ter praticado o crime. Logo depois do homicídio, o filho se apresentou na Delegacia, no entanto, o delegado afirma que ele não matou o pai.

Almeida detalha que o crime ocorreu depois que a mulher e o filho do policial estiveram na delegacia para denunciá-lo por agressão e ameaça de morte. Na noite de domingo (5), foi a primeira vez que os dois procuraram a polícia para registrar um Boletim de Ocorrência contra o investigador, mas para o delegado a questão da violência doméstica ocorria há muito tempo.

“Quando o policial ficou sabendo que os dois estavam na delegacia, a confusão ficou muito maior. O investigador foi até a delegacia, foi contido por outros policiais e, para acalmar os ânimos, os próprios policiais civis encaminharam a mulher e o filho até um hotel. A mulher resolveu voltar para casa, foi agredida pelo agente e quando o policial dormiu ela o matou. Foi isso que ela nos disse. A esposa assumiu a autoria do crime relatando que sofria há muitos anos, inclusive ela está com vários hematomas pelo corpo”, detalhou o delegado.

O tenente da Polícia Militar (PM) Ulisses de Deus Gomes, informou que a esposa confessou que matou o marido, no entanto há indícios que apontam que o filho também esteja envolvido.

“Tudo está sendo apurado, apesar da mulher dele [policial civil] ter afirmado que praticou o crime, existem indícios de que o filho tenha envolvimento. A esposa já informou que vai se apresentar na delegacia juntamente com o advogado”, detalhou o policial.

G1/PR

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta