Policial militar é morto com um tiro na frente da própria residência em Jaru

Soldado Marciley Cabral, de 37 anos, foi assassinado com um tiro no tórax.
Testemunhas não avistaram nenhum suspeito de ter cometido o crime no local.

O soldado da Polícia Militar (PM) Marciley Cabral Ferreira, de 37 anos, foi assassinado com um disparo de arma de fogo na noite da última quinta-feira (2), na frente da residência onde morava localizada no Setor Jardim dos Estados, em Jaru (RO), a 290 quilômetros de Porto Velho. De acordo com a PM, o militar teria se afastado do 8º Batalhão da PM do município e estaria se transferindo para Porto Velho.

Conforme o delegado responsável pelo caso, Renato Batistela, o policial estava na frente da própria residência, onde morava com o irmão, quando os suspeitos chegaram e abordaram a vítima.

“Moradores vizinhos ouviram o barulho de dois disparos, mas ele foi morto com um tiro na região do tórax. Provavelmente a arma utilizada no crime foi um revólver calibre 32 ou 38, estamos aguardando o resultado do exame tanatoscópico para poder confirmar”, explica.

Ao ouvirem os disparos, testemunhas foram até a rua para verificar o que estava acontecendo. Lá, encontraram a vítima caída em frente ao portão do imóvel e acionaram a polícia e o Corpo de Bombeiros. Entretanto, ao chegarem no local, os policiais constataram que o militar estava morto. Moradores relataram à PM que não avistaram como os suspeitos chegaram até a localidade e para qual rumo eles teriam fugido.

A perícia técnica foi solicitada para realizar os trabalhos que devem auxiliar nas investigações e, posteriormente, o corpo da vítima foi encaminhado até Hospital Municipal, onde um médico legista realizou o exame tanatoscópico.

Segundo Renato Bastistela, a Polícia Civil ainda não possui uma definição das linhas de investigação criminal. “Ainda não podemos afirmar se foi um latrocínio ou uma execução e, a princípio, trabalhamos com a hipótese de homicídio simples”, detalha.

Soldado Cabral

Marciley Cabral Ferreira tinha 37 anos e prestou seus serviços à sociedade por quase 10 anos no 8º Batalhão da Polícia Militar de Jaru. Atualmente, o soldado teria pedido afastamento e estaria se transferindo para Porto Velho.

Confira na íntegra a nota de pesar divulgada pela Polícia Militar:

O soldado PM Marciley Cabral Ferreira, lotado no 8º Batalhão de Polícia Militar no município de Jaru, Rondônia, de 37 anos, morreu na noite de quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017, vítima de homicídio. Ele era natural de Porto Velho.

Marciley Cabral Ferreira, ingressou na Polícia Militar como soldado PM em 20 de dezembro de 2012 e estava de Licença para Tratamento de Saúde – LTS.

O comandante geral da Polícia Militar de Rondônia, coronel PM Ênedy Dias de Araújo, envia condolências a família do soldado PM Marciley Cabral Ferreira, ao tempo em que manifesta solidariedade aos amigos e colegas de trabalho, rogando ao Pai Criador que conforte o coração de todos.
Ênedy Dias de Araújo, coronel PM
Comandante Geral da PMRO.

Fonte: g1.globo

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta