1

E ainda, Caerd vence ação milionária contra prefeitura de Ariquemes e os pedidos de impugnação do Ministério Público Eleitoral

Dando a largada

Nesta quinta-feira, a partir das 20 horas, o ex-senador Expedito Júnior (PSDB), candidato ao governo de Rondônia realiza o lançamento oficial de sua campanha, no cruzamento das avenidas Jorge Teixeira com Amazonas, nem Porto Velho.

Digitaram errado

Pimenta de Rondônia, candidato ao governo pelo PSOL em coligação com o PT, aparecia no sistema de registros de candidaturas do TRE com uma fortuna declarada de R$ 12 milhões, mas segundo informaram foi um erro de digitação. O patrimônio de Nascimento Antônio da Silva, também conhecido como “Pimenta de Rondônia” na verdade é de R$ 120 mil. Só que no sistema do TRE ele continua milionário.

Enquanto isso

O Ministério Público Eleitoral (MPE) em Rondônia deu início a uma série de pedidos de impugnação, inclusive do candidato ao governo Acir Gurgacz. O senador bem que tentou desmentir a ação do MPE, acusando os veículos que divulgaram a informação de disseminar notícias falsas, tática que vem sendo adotada por todos os políticos que se deparam com qualquer informação que lhe seja desfavorável. Além de Gurgacz, o MPE pediu as impugnações de Carlos Magno, Laerte Gomes e Joviano Batista Ribeiro. A partir da próxima quarta-feira, 22, o Tribunal Regional Eleitoral deve começar a julgar os pedidos de indeferimento. A Corte fará também sessões extras para dar conta das ações.

R$ 60 milhões

É quanto a prefeitura de Ariquemes terá que pagar à Caerd de indenização. O valor foi estabelecido no processo 0004580-98.2011.8.22.0002 da 4ª Vara Cível de Ariquemes. Os valores da indenização estabelecidos na Sentença são: R$ 33 milhões referentes às estruturas operacionais e administrativas; R$ 9,9 milhões de investimentos; R$ 16 milhões referentes à faturas; R$ 44.352,98 de financiamentos a cobrar; R$ 6.645,07 de créditos a realizar; e R$ 198.381,11 referentes a faturas não pagas, totalizando aproximadamente R$ 60 milhões. A decisão é de 26/04/2018 mas a gestão anterior da CAERD não havia divulgado.

O caso

Trata-se de uma ação que a CAERD moveu contra a prefeitura de Ariquemes, onde relata que em janeiro de 2011 foi criada a autarquia municipal SANEARI; sendo que em 04/03/2011 servidores do município invadiram à força o escritório da empresa, a CAERD alegou ainda que não houve cumprimento das exigências legais para retomada dos serviços por parte da Prefeitura. Um dos pedidos nesta ação era justamente o pagamento de indenização do patrimônio da CAERD, que o município tomou posse e não indenizou. A CAERD fundamentou o cabimento da indenização no artigo 37 da Lei nº 8.987/95, que define esse procedimento de retomada do serviço pela prefeitura com encampação, que pode ser feito “após prévio pagamento da indenização”.

E tem mais

Situações semelhantes, de retomada dos serviços pelas prefeituras sem qualquer indenização, ocorreu também em Pimenta Bueno e Rolim de Moura. A CAERD pretende tomar todas as medidas legais cabíveis, inclusive ações rescisórias se for o caso, para cobrar as indenizações desses dois municípios. A atual diretoria entende que houve negligência da gestão anterior na defesa dos interesses legítimos da CAERD em relação ao seu patrimônio, que foi expropriado sem as indenizações previstas em lei.

Sem ataques

Maurão de Carvalho quer que “as eleições sejam realizadas com lisura, sem ataques e com propostas concretas para a sociedade rondoniense”. O candidato do MDB disse que “espera uma campanha limpa, sem ataques e sem que hajam manobras ilícitas para tentar ludibriar a opinião pública. Vou trabalhar para mostrar as minhas propostas durante o período eleitoral e conto com o apoio dos amigos, dos militantes dos partidos coligados”. Vai ser difícil Maurão escapar das bordoadas, e não é nem por ele, mas pela turma do Confúcio que anda cercando o candidato ao governo querendo tirar vantagens políticas caso ele seja eleito governador.

Comemorações

Quando Confúcio Moura e sua turma deixaram o governo, ocorreram manifestações de alegria nas redes sociais, algumas tímidas, temendo que eles ainda tivessem influência sobre a gestão de Daniel Pereira. E quando o atual governador começou a “fazer o limpa” na equipe, a alegria foi geral. Maurão corre o risco de atrair toda a rejeição deixada por Confúcio. Mas é difícil para essa turma entender que acabou. Eles andam cercando Maurão intensamente. Curioso é que eles nunca gostaram de Maurão, mas agora inventaram essa fantasia de “chapa da união” como se isso resolvesse os problemas deixados pela desastrosa gestão.

Maurão precisa

Descolar sua imagem dessa turma. Ninguém quer esse bando de Confúcio de volta ao governo. Renovação é a palavra dessa eleição. Maurão tem que assumir o controle de sua campanha eleitoral, estabelecer um ritmo próprio e uma equipe competente para organizar seus projetos. Essa turma ai é mais do mesmo.

Rombo de 240 meses

E o governador Daniel Pereira se viu obrigado a estender a dívida do falido Beron por mais 240 meses. Serão parcelas mensais de R$ 11 milhões, que estarão fazendo falta para saúde, educação, segurança e obras de infra-estrutura, de uma conta criada de forma criminosa pela União.

Gordura abdominal em idosos e declínio cognitivo

Um novo estudo usando dados de mais de 5.000 indivíduos descobriu que uma medida da gordura da barriga (relação cintura / quadril) estava associada à redução da função cognitiva em adultos irlandeses mais velhos (> 60 anos de idade). Esses achados têm implicações significativas à medida que se prevê que a prevalência global de demência aumente de 24,3 milhões em 2001 para 81,1 milhões em 2040. Isso pode ser explicado pelo aumento da secreção de marcadores inflamatórios pela gordura da barriga, que foi previamente associada a um risco maior de cognição prejudicada. Pelo contrário, o índice de massa corporal (IMC) demonstrou proteger a função cognitiva. O IMC é uma medida bruta da gordura corporal e não pode diferenciar entre massa gorda e livre de gordura (músculo), portanto, é proposto que o componente de massa livre de gordura seja provavelmente o fator de proteção. Embora saibamos há algum tempo que a obesidade está associada a consequências negativas para a saúde, o estudo acrescenta evidências emergentes que sugerem que a obesidade e onde depositamos nosso excesso de peso podem influenciar nossa saúde cerebral. Isso tem implicações significativas para a saúde pública.

Alan Alex
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Lula está fora de debate presidencial na RedeTV

Previous article

Decisão do comitê da ONU não garante a Lula direito de concorrer, afirma jurista

Next article

1 Comment

  1. Essa divida do beron tem que ser cobrada de quem usufruiu dos emprestimos.
    Nao é o povo que tem que pagar e sim os caloteiros.
    Kd a justiça? Que não bloquea os bens desses devedores?
    Porque não obriga eles pagarem o que deve ao estado.
    Porque nos é que temos de pagar?

Participe do debate. Comente!

You may also like

More in Capa