0

Trapalhadas partidárias

O PSL de Rondônia está envolto em uma série de problemas que foram causados pela executiva do partido nos últimos meses. Uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) tramita na justiça eleitoral após denúncia do Ministério Público Eleitoral, investiga a candidatura de mulheres que não estavam filiadas ao partido, portanto a chapa, incluindo partidos coligados, pode sofrer com a perda de mandatos. O caso está tramitando no TSE.

Arrogância do “temente”

O debate entre os candidatos Expedito Júnior e Marcos Rocha realizado pela SIC TV nesta sexta-feira foi cansativo, mas mostrou que Marcos Rocha, candidato do PSL, vestiu a camisa do “já ganhou”. Passou o debate quase todo olhando seu telefone, trocou Iperon pelo Beron e tratava todas as perguntas com desdém incrível para quem se propõe a administrar um Estado. Rocha está deixando transparecer uma arrogância que não condiz com o discurso de quem se diz “cristão temente a Deus”.

Esse comportamento

É abominável. Arrogância e prepotência não combinam com um Estado onde todos, de uma forma ou de outra, vieram para ter uma vida melhor, começando de baixo, e com muito esforço e trabalho conseguem se manter. Ao final do debate que vinha sendo marcado pela cordialidade e apresentação de propostas, Marcos Rocha ainda inventou uma mentira sobre dívidas do candidato Expedito Júnior, o que foi confirmado pela produção que concedeu direito de resposta. Lamentável esse comportamento.

Paixões à parte

Em que pese o fato de Rocha estar no segundo impulsionado apenas e tão somente pela candidatura de Jair Bolsonaro, ele (Rocha) deveria ter mais preparo. Mostrou ainda que não tem propostas claras para resolver os problemas do Estado e os eleitores de Bolsonaro precisam atentar que vivem em Rondônia, e os nossos problemas nunca foram resolvidos pelo governo federal, independente de cores partidárias. Uma reflexão sincera é válida nessa altura do campeonato, e isso vale para os eleitores dos dois candidatos.

Entre os eleitores

Já tem muita gente que era “Rocha desde criancinha” que começou a olhar o candidato com olhos mais atentos, principalmente pelo fato dele estar se tornando inacessível. Se nem foi eleito e já está assim…

Crescendo

O nome do deputado estadual Alex Redano está crescendo como uma opção viável para presidir a Assembleia Legislativa, sucedendo Maurão de Carvalho. Redano, que já presidiu a Câmara de Vereadores de Ariquemes já conta com apoio de alguns deputados. Mas o que vem ajudando mesmo Redano é que os parlamentares não estão gostando do “já ganhei” de Lebrão, que se colocou como “próximo presidente”, e já estaria “intimidando” alguns colegas, dizendo coisas do tipo, “já tenho maioria, se não vier comigo, já sabe”.

Pois é

Outros possíveis candidatos seriam Jean Oliveira e Laerte Gomes, mas o clima está mais para Redano, que é considerado “moderado” por todos. Pelo jeito, a sucessão de Maurão não será assim tão tranquila quanto vinha se imaginando. Lebrão já disse que “tem apoio de Marcos Rocha” para ser presidente, mas a última vez que um governador se meteu nessa eleição, Valter Araújo venceu.

Os prejuízos do consumo de carne processada

A carne processada é uma carne que foi preservado através do processo de curação, salteamento, defumação, desidratação ou colocada em latas; como por exemplo, salsichas, salame, bacon, presunto, carne curada e salteada, enlatada, defumada e ressecada. A carne processada tem sido constantemente relacionada com efeitos danosos à saúde. É possível que essas relações sejam parcialmente devido ao fato de pessoas que comem carne processda tendem a realizarem outras coisas que não estão associadas com uma saúde boa. No entanto, estudos continuam encontrando relações entre o consumo de carne processada e várias doenças crônicas. Os compostos N-nitrosos como a nitrosamina são creditados como as substâncias responsáveis pelos efeitos adversos do consumo da carne processada. A defumação é um dos métodos mais antigos de preservação da carne e, normalmente usa uma combinação de salteamento ou de desidratação levando a formação de várias substâncias potencialmente deletérias. Entre elas incluem os hidrocarbonos aromáticos policíclicos (PAHs). Vários estudos associam os PAHs com o desenvolvimento de câncer. As aminas heterocíclicas (HCAs) são uma classe de compostos químicos formados quando a carne ou peixe são cozinhados sob altas temperaturas e, o seu consumo excessivo pode causar câncer. O consumo excessivo de sal pode ter um papel na hipertensão e na doença cardíaca, especialmente naqueles que tem uma condição chamada de hipertensão sensitiva ao sal. Além disso, vários estudos observacionais indicam que dietas com muito sal podem aumentar o risco de câncer de estômago, pois podem elevar o crescimento da bactéria H.pilory, uma das grandes responsáveis por esse tipo de câncer.

Alan Alex
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Ibope RO: Marcos Rocha 63%, Expedito Junior, 37% na primeira pesquisa do segundo turno

Previous article

Decidi votar no “Coiso” – Professor Nazareno*

Next article

Comments

Participe do debate. Comente!

You may also like