Politica nacional

Coluna – Em menos de 4 meses, mais de 8 mil empresas fecharam as portas em Rondônia

1

E ainda, ex-secretário de Confúcio foi detido embriagado na madrugada dirigindo carro oficial e MP mandou arquivar denúncia por não ver “ato de improbidade”

Longe do fim

Nesta quinta-feira o IBGE divulgou as estatísticas de desemprego no Brasil e os números são assustadores. 22,7 milhões de brasileiros estão sem ocupação e desses, pelo menos 3 milhões buscam uma vaga no mercado de trabalho a pelo menos dois anos, sem sucesso. De acordo com o IBGE esses números são históricos, e desde 2012 não se registrava uma situação tão desesperadora. Os dados desmentem Michel Temer que tenta vender uma imagem de superação da crise, mas a realidade dos brasileiros é totalmente diferente. Em dezembro do ano passado, vi uma cena que achei desesperadora e reflete bem a crise que vivemos. Nos pedágios das estradas do Paraná, dezenas de ambulantes correm para cima dos carros com todo tipo de produto, lembra uma horda percorrendo as filas de carros e motoristas com vidros fechados temendo assalto. Em 2014 passei pelo mesmo trecho e isso não acontecia. A situação, pelo visto, vai piorar muito.

Em Rondônia

Dados do Sindicato das Micro e Pequenas Indústrias, o SIMPI, mostram que pelo menos 8.027 empresas fecharam as portas entre dezembro de 2017 e abril de 2018. Apenas em Porto Velho foram 3.922 empresas que deixaram de existir no mesmo período. Entre as micros, os números são ainda piores. Em dezembro de 2017 eram 49.520 microempreendimentos e em abril de 2018 esse número caiu para 41.904 mil, ou seja 7.616 micro empresas fecharam as portas e em Porto Velho foram 3.798. Número desalentador para um país que precisa gerar empregos, mas não consegue encontrar uma alternativa.

E pior

A receita para resolver essa situação todos conhecem, que é uma reforma fiscal eficiente, redução de impostos e menos encargos trabalhistas. O Congresso, ineficiente e caro, patina em assuntos importantes como esse, preferindo construir uma pauta baseada em questões de gênero, religião e outros temas que poderiam muito bem ficar para depois. O Brasil caminha para um abismo social sem precedentes, e não temos para onde correr. Ou concordamos com os milagres prometidos por Ciro Gomes ou vamos todos andar armados e famintos, com Jair Bolsonaro. Como “terceira via” temos Geraldo Alckmin com sua ideologia tucana falida. São Paulo é o maior exemplo de miséria que temos atualmente. Uma metropole com famílias inteiras vivendo em barracas iglu espalhadas por toda a cidade.

Ações isoladas

São bem vindas, mas não vão resolver o problema. Está na hora de rediscutirmos a nossa Constituição, e se for o caso, redigir uma nova, moderna, equilibrada tanto socialmente quanto economicamente, e de preferência bem sucinta. A atual está tão cheia de remendos e “entendimentos” que fica difícil saber onde terminam os direitos e começam os deveres. Precisamos nos reinventar, mudar as regras de reeleição para o Congresso, acabar com as tais “emendas parlamentares”e enxugar a máquina pública. Para isso, precisamos de representantes com coragem para propor essas mudanças. Então por favor, pesquise sobre as propostas de seus candidatos à deputado federal e senado. Para com essa coisa de votar “porque o amigo pediu” ou que “vai votar no fulano para não perder o voto porque ele vai ganhar”. Chega dessa política requenguela, coronelista e arcaica. Acorda Brasil.

Nesta sexta

O PSB se reúne em Pimenta Bueno em um grande encontro da legenda. A idéia é discutir alianças para as eleições e consolidar a candidatura de Jesualdo Pires ao Senado. O ex-prefeito de Ji-Paraná está empolgado com sua candidatura e promete intensifica-la nos próximos dias. Também deve estar presente o governador Daniel Pereira, principal nome da legenda no Estado. Daniel não definiu se vai concorrer à reeleição.

Pedido de desculpas

Ivo Cassol subiu à tribuna do Senado nesta quinta-feira e elogiou a atitude de Daniel Pereira de, segundo o senador, “limpar todo aquele bando de quadrilheiros da turma de Confúcio Moura do governo”. Cassol se referia à exoneração de Iacira Azamor e George Braga, dois últimos remanescentes do “turma do Confúcio”. O senador afirmou ainda que o ex-governador, ao invés de percorrer o Estado afirmando que é candidato ao Senado, deveria era pedir desculpas à população por ter acabado com Rondônia. Também acho!’

Falando em George Braga

O ex-secretário de Planejamento de Confúcio Moura ficou conhecido por suas proezas etílicas com carros oficiais. Em 2015 ele foi detido, por volta das 3 horas da manhã, totalmente embriagado em uma camionete do governo. O caso foi parar no Ministério Público que em 2016 arquivou a denúncia contra o então secretário alegando que ele “não cometeu nenhum crime de improbidade”. Ele teria repetido o feito em pelo menos duas outras ocasiões e escapou ileso. Realmente, a turma do Confúcio não vai fazer a menor falta. Tivemos acesso a resposta do MP à denúncia. CLIQUE AQUI para baixar.

Dizia o BO

Consta que no dia 30/10/2015 por volta das 03h30min (madrugada) uma viatura da Polícia Militar se deparou com uma caminhonete Hillux andando de forma estranha e em atitude suspeita, abordaram tal veículo e após muito tempo de diálogo, conseguiram que o motorista da caminhonete saísse do veiculo e estava claramente com sinais de embriaguez (desorientado, fala arrastada, olhos avermelhados, capacidade psicomotora comprometida e exalando forte odor de álcool), sendo que após pedir os documentos do automóvel e pessoal, foi entregue somente o pessoal, fato que ensejou revista no veículo, onde encontrou além de uma cerveja, o documento do veículo: Toyota Hillux, placa NDK 9066, cor prata, veículo pertencente a frota oficial do Estado de Rondônia (salienta-se que tal placa não está cadastrada no sistema de pesquisa do DETRAN, visto que tal situação ocorre para que autoridades façam valer de ¿placas de segurança¿/placa fria).

Em Vilhena

A prefeita cassada Rosani Donadon resolveu apelar. Ela disse que é “perseguida pela justiça eleitoral”. Um defensor da ex-prefeita, pastor Dionildo Pereira afirmou em culto, “satanás está na justiça eleitoral”. Um vereador de oposição rebateu, “esse pastor tinha uma portaria de 4 mil na prefeitura”. Tá explicada a fúria.

Fazer exercícios não freia avanço da demência, indica pesquisa

Exercícios físicos para pessoas com sintomas de demência leve ou moderada “não funcionam”, de acordo com estudo publicado na revista acadêmica British Medical Journal. Os cientistas queriam testar sugestões, feitas por estudos anteriores, de que exercícios poderiam prevenir o declínio de habilidades cognitivas, como no caso de pacientes com Alzheimer. Os pesquisadores disseram que não identificaram melhora nas habilidades de raciocínio ou no comportamento da doença ao analisar os casos de mais de 300 pessoas na casa dos 70 anos que fizeram exercícios aeróbicos e de força durante quatro meses. O lado positivo foi que o condicionamento físico dos que participaram da pesquisa melhorou. Mas foi constatado que, 12 meses depois, as habilidades cognitivas das pessoas que fizeram exercícios tiveram um declínio levemente maior do que pessoas que não fizeram. Novos testes devem ser feitos para explorar outras formas de exercícios, dizem os pesquisadores, da Universidade de Oxford.

Alan Alex
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Pastor afirma “Satanás está na justiça eleitoral” vereador rebate “ele ganhava 4 mil com a Donadon”

Previous article

Justiça manda José Dirceu voltar à prisão; veja a trajetória do ex-homem-forte de Lula, do auge à derrocada

Next article

1 Comment

  1. Jesus Cristo… quanta empresa fechando… pelo jeito essa reforma trabalhista não adiantou de nada…

    Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come….

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may also like