CapaColuna Painel Político

Coluna – Grupo tenta vender candidatura à presidência da OAB disfarçado de “movimento apartidário”

0

E ainda, MP (finalmente) entra com uma ação civil pública contra Iacira Azamor; e o caos criado por Michel Temer e seu remendo neoliberal

Olha essa

Na última coluna fiz menção aos grupos políticos disfarçados que surgiram durante os processos de impeachment de Collor e Dilma, aqueles movimentos que se dizem “apartidários”, mas que no fundo servem apenas para servir de base para candidaturas de seus líderes. Eis que surge nas timelines um vídeo de um movimento que se denomina “a sua vez”, claramente ligado a candidatura da vice-presidente da OAB, se vendendo como “despretensiosa”. Vários advogados conhecidos aparecem no vídeo, declamando frases de efeito e velhos chavões como se tudo fosse uma novidade. Não fui atrás de saber quando, nem como surgiu essa idéia, mas ela é transparentemente construída por algum marqueteiro.

Curioso

É que eles tentam vender uma imagem de novidade, de compromisso com a instituição. Ora bolas, se eles queriam tanto uma OAB como eles proclamam, porque não fizeram isso antes? Mara é vice-presidente e sempre teve total liberdade (assim como seu grupo) para conduzir as mudanças que achassem necessárias. Mas, como agora a modinha são esses “movimentos”, todo mundo se faz de gato morto e surgem como grandes salvadores.

E não foi falta de aviso

A maior queixa dos advogados, de uma forma geral, refere-se à atual gestão da CAARO, a caixa de assistência da Ordem. Nos primeiros meses de gestão eu critiquei aqui mesmo na coluna que Rochilmer Rocha estava deixando a desejar, e que ele teria que fazer muito para superar Manoel Veríssimo e sua equipe à frente da Caixa. Rochilmer, para variar, passou todo esse tempo sem concretizar nada relevante, e sequer conseguiu tocar projetos que haviam sido bem sucedidos na gestão de Veríssimo. Realmente, Rochilmer é bem melhor torcendo pelo Flamengo.

O caos

Michel Temer conseguiu jogar o Brasil em um atoleiro graças a seu remendo neoliberal. A quarta-feira foi caótica em todo o país graças ao movimento (mais que justo) dos caminhoneiros autônomos que cruzaram os braços em protesto a política absurda da Petrobrás de reduzir o refino de petróleo no Brasil, exportando o produto cru para os EUA e comprando, em dólar, o combustível refinado. Ou seja, nós produzimos petróleo, poderíamos refinar mas preferimos comprar. Graças a isso, temos uma variação (sempre para cima) do preço. Uma bizarrice de republiqueta de bananas que nos tornamos. Obrigado MDB, valeu Michel, que venha Bolsonaro, que vai resolver na bala.

10% por 15 dias

Pedro Parente, presidente da Petrobrás, anunciou agora a noite que a empresa vai reduzir o valor do diesel em 10% durante os próximos 15 dias. Isso representa uma redução real de R$ 0,26 no valor do litro. Sei não, mas acho que esse Pedro ai vai ter que pedir emprego aos parentes, porque se a política de preços não mudar, ele vai estar desempregado antes do fim de semana.

Emitiu nota

A secretaria municipal de trânsito de Porto Velho emitiu nota nesta quarta-feira sobre o incidente envolvendo os cinco agentes de trânsito e um PM, onde foram parar todos na delegacia. Na nota, a Semtran alega que seus agentes estavam certos e o PM errado. Não poderia ser diferente. Mas esse não foi um caso isolado. E como disse antes, a população simplesmente odeia os agentes de trânsito devido a forma como eles se portam em abordagens e ocorrências. E isso precisa ser corrigido com urgência.

Então…

O Ministério Público do Estado decidiu, após sei lá quanto tempo e dezenas de denúncias depois, impetrar uma ação civil pública contra a ex-presidente da Caerd, Iacira Azamor por um de seus mais insignificantes crimes, ela contratou meia dúzia de tratores e caçambas sem licitação, mesmo a Caerd tendo frota própria que estava sucateada. A ação foi baseada em uma denúncia do Sindur, feita ao Tribunal de Contas que por sua vez determinou que Iacira pagasse multa de cerca de R$ 3.500. Como o TCE encaminha ao MP para providências, a ação foi protocolada. Encerro aqui meus comentários sobre a atuação do MP em relação aos integrantes do governo Confúcio…

Vai ter reviravolta

A sucessão ao governo de Rondônia poderá ter uma novidade a ser anunciada nos próximos dias.

Em Vilhena

A ex-prefeita de Vilhena Rosani Donadon terá seu recurso julgado pelo Tribunal Regional Eleitoral no próximo dia 29, terça-feira, ou seja, cinco dias após o prazo para troca de candidatos estabelecido pelo juiz eleitoral de Vilhena. Rosani teve o pedido de registro de candidatura indeferido pela justiça eleitoral vilhenense, atendendo a um pedido do Ministério Público Eleitoral, por ter sido a causadora da anulação do pleito de 2016. Ela recorreu ao TRE, e se a decisão local for mantida, o MDB ficará sem candidato e Eduardo Japonês (PV) será eleito por WO, já que é o único candidato. Ela tem até a meia-noite desta quinta-feira para desistir e indicar alguém para lhe substituir.

Engaiolaram o tucano

Eduardo Azeredo iniciou nesta quarta-feira, 23, a longa pena de 20 anos e um mês a qual foi condenado. Um dia histórico, mas sou capaz de apostar que ele vai começar a definhar, as plumas vão perder no brilho e alguma alma piedosa vai mandar que ele cumpra em casa a dura sentença…

Cientistas criam método que identifica maior risco para dengue grave

Equipe de cientistas do Instituto Pasteur conseguiu estabelecer quais indivíduos estão sob maior risco de desenvolver a dengue hemorrágica, a forma mais grave da doença. A partir de um experimento na Tailândia, eles identificaram a quantidade de anticorpos que um indivíduo precisa ter para não desenvolver a condição. O risco é então estabelecido quando o exame de sangue identifica células de defesa com número de anticorpo abaixo desse limiar. Os anticorpos no sangue são medidos por um teste que chama “títulos de anticorpos” e os parâmetros encontrados pelos pesquisadores foram os seguintes: indivíduos com teste menor que a proporção “1:40” tem 7,4 vezes mais chance de desenvolver dengue hemorrágica que um indivíduo com anticorpo abaixo desse parâmetro. O achado, publicado na revista “Nature” nesta quarta-feira (23), pode ser utilizado para um mapeamento dos indivíduos mais vulneráveis à doença. Com isso, governos podem adotar políticas públicas de prevenção mais focadas nesses grupos. Cientistas do Instituto Pasteur chegaram a essa conclusão através de uma parceria com pesquisadores nos Estados Unidos. Juntos, eles selecionaram 3.451 crianças de uma região rural no norte da Tailândia com altas taxas de circulação da dengue. Elas foram monitoradas durante 5 anos, com coleta de sangue a cada 90 dias. Também foram feitas consultas para verificar se elas apresentavam sintomas da doença.

Alan Alex
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Governo pede trégua, mas reunião com caminhoneiros termina sem acordo

Página anterior

Temer reúne ministros para discutir greve dos caminhoneiros

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também vai gostar

Mais em Capa