E ainda, Goebel fica sozinho e busca legenda, Confúcio (ainda) não foi para o DEM

Articulando

Balela a informação de que a deputada federal Mariana Carvalho (PSDB) “não quer disputar o governo”. Ela quer sim, e muito, só aguarda o momento ideal para dar o bote. Aqui em Brasília, ela transita com facilidade entre as lideranças de seu partido e conseguiu com isso que o tucanato “a pressionasse” para disputar o cargo em RO. Com isso, ela criou um fato político. Resta agora reverberar o assunto e esperar o barulho do eco.

Vai levar

Certo é que Mariana e seu grupo devem tomar o controle do PSDB em Rondônia. Ao menos ela caminha nesse sentido. Antes dela “ser pressionada”, seu grupo jogou o ex-prefeito de Porto Velho, José Guedes como “candidato”. Não teve eco, mas deixou a turma de Expedito de orelha em pé. Aos poucos ela vai construindo uma situação que tornará inviável a permanência de Júnior no partido. É questão de tempo e não é nenhuma novidade que esses tucanos só se bicam em público, porque internamente as penas voam.

Tá demorando

O próximo passo de Mariana vai ser o de apertar Expedito para que ele defina se é ou não candidato. E ele não tem muito tempo, na verdade o prazo esgota em 7 de abril, quando fecha a janela partidária. Depois disso ele corre um grave risco de ficar refém de uma situação da qual não terá controle. É esperar para conferir.

Indecisão legítima

Expedito Júnior anda mesmo indeciso em relação a candidatura em 2018. Afirma estar vivendo um bom momento profissional e está podendo se dedicar à família, “amo Rondônia, fui deputado federal Constituinte, senador e tenho disposição para qualquer campanha, então estou mesmo avaliando o cenário”, afirmou.

Nem tão certo assim

No geral se fala em quatro candidatos “de peso” ao Senado, além de Expedito, Raupp, Confúcio e Jesualdo Pires, mas são apenas duas vagas. Nomes novos podem surgir, mas candidaturas majoritárias são caras, e não apenas isso, é preciso base política no Estado, afinal são necessários pelo menos 250 mil votos para começar a falar em “chance de eleição”. Daí a redução no número de candidatos. Eventuais acidentes de percurso podem ocorrer. Em 2002, por exemplo, a então desconhecida Fátima Cleide foi eleita e Silvana Davis ficou em 6º lugar, ficando à frente de Odacir Soares e Osvaldo Piana (ex-senador e ex-governador respectivamente). Portanto, por mais que às vezes o cenário pareça estar definido, coisas estranhas podem acontecer.

Irresponsabilidade

Falando em janela partidária algumas lideranças políticas, no afã de compor nominatas, andam oferecendo todo tipo de vantagem para alguns tolos, que acreditam. O problema é que depois do dia 7 de abril, o sujeito não tem para onde correr, e fica esperto, quando a esmola é demais, o santo tem obrigação de desconfiar.

Ficando sozinho

O deputado estadual Luizinho Goebel está correndo um sério risco de não conseguir a reeleição agora em 2018. Ele não está mais no PV e tenta abrigo em alguma legenda. E ai que mora o problema, nenhum partido está querendo. Luizinho ficou no comando do PV por vários anos, mas nunca permitiu a filiação de lideranças que pudessem supera-lo, então construía nominatas com votos suficientes apenas para ele. A turma cansou. Como ele tem uma votação boa, os demais partidos que também trabalham com a mesma política de eleger um ou dois, já fizeram composições nesse sentido. Com isso, ele vai terminar parando em algum “grupão da morte” para ver quem vai.

Troca-troca

E na Assembleia vários deputados andam avaliando a possibilidade de trocar de partido. Só Na Bença avalia sair do MDB assim como Jean de Oliveira. A situação de Maurão dentro do partido também só será definida nos finalmentes do prazo da janela. Por enquanto, os cardeais do partido estão em silêncio.

Leviandade

Falei essa semana sobre a necessidade do Ministério Público Federal observar de perto o processo licitatório de compra dos tratores que serão distribuídos aos municípios de Rondônia para evitar direcionamentos ou fraudes, afinal, trata-se de uma compra no valor de R$ 55 milhões. Passaram a circular boatos envolvendo nome de parlamentares federais de forma leviana e irresponsável. Esse tipo de informação deve ser combatida, pois trata-se de imputações criminosas.

Nem vou comentar

“Rodrigo Maia se lança como pré-candidato à presidência”, essa notícia deveria ser lida, “Rodrigo Maia lança seu nome à presidência da República para se cacifar politicamente e tentar garantir a presidência da Câmara em 2019”.

Não foi hoje

Confúcio Moura pode até ir para o DEM, mas não foi nesta quinta-feira, conforme andou espalhando a rádio-cipó. Nesta quinta-feira a legenda realizou um encontro na Câmara dos Deputados e filiou quatros deputados federais elevando a bancada federal para 38 parlamentares. São eles: Laura Carneiro (RJ), Heráclito Fortes (PI), João Paulo Kleinubing (SC) e Sergio Zveiter (RJ). Na convenção, o líder Rodrigo Garcia filiou 21 prefeitos de São Paulo ao DEM.

Pré-agendado

Daniel Pereira informou que tinha agenda marcada em São Paulo, daí sua “viagem de última hora”, que segundo ele, não era de “última hora”. Certo ele, que toca o barco independente da fogueira que queima na Assembleia, onde o deputado Jesuíno Boabaid tenta explicar o que não precisa. A conversa entre ele e Maurão, apesar do tom conspiratório, ao que tudo indica não passou disso. Ficar remoendo o assunto é manter o fogo aceso, dando espaço para interpretações. Agora, uma coisa é certa, tem que se apurar a forma como a gravação foi feita. Quem tem coragem e desfaçatez para gravar o presidente de uma Assembleia Legislativa, também grava desembargador, conselheiro e procurador. Não que as conversas sejam todas conspiratórias, mas quando se tira do contexto e joga para o público, qualquer palavra vira ameaça. Coisa de gente sem caráter e disposta a tudo.

Tomar sol pode reduzir risco de esclerose múltipla em até 55%, diz estudo

Ficar mais exposto ao sol, especificamente aos raios UV-B, pode ajudar na prevenção da esclerose múltipla mais tarde, diz estudo publicado na “Neurology”, publicação da Academia Americana de Neurologia. Segundo a pesquisa, pessoas que vivem em regiões muito ensolaradas tiveram 45% menos chance de desenvolver a doença. Se houve uma alta exposição pessoal especificamente entre os 5 e 15 anos, e maior tempo ao ar livre, o risco pode ser reduzido em até 55%. Para chegar à conclusão, pesquisadores selecionaram 151 mulheres com esclerose múltipla e 235 sem a doença. As idades eram similares: em torno de 40 anos e as participantes viviam em diferentes regiões dos Estados Unidos. Indivíduos que vivem em climas mais ensolarados tiveram 45% menos chance de desenvolver esclerose múltipla, em comparação com aqueles que viviam em climas menos ensolarados; Em relação à idade, se a exposição ao sol foi intensa entre 5 e 15 anos, o risco de esclerose múltipla era reduzido em 51%; Pessoas que passaram mais tempo ao ar livre no verão, com idades entre 5 e 15, tiveram o risco reduzido em 55%; Participantes que desenvolveram esclerose múltipla também tomaram menos sol na vida adulta, tanto no inverno, quanto no verão. AQUI tem mais sobre a pesquisa.

Alan Alex

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

2 Resultados

  1. gustavo oliveira disse:

    O deputado estadual Maurão e o deputado Jesuíno Boabaid precisam sim explicar o golpe que orquestravam. Acho interessante que o colunista critica quem grava a conversa, mas não critica quem deixa de cumprir sua obrigação de fiscalizar como deputado para então fazer chantagem. Dois chantagista da pior espécie Maurão e Jesuino, ainda envolvendo o deputado Herminio. Será que Herminio fazia parte do jogo sujo? Já o PSDB todos sabemos que é um partido que não representa a população e sim o empresariado. Confucio deveria sair ao senado pois elege-se. A outra vaga está entre Jesualdo e provavelmente um nome novo que nunca teve mandato. Expedito traído kkk como é o mundo, Expedito o “escorpião” sendo traído…mas ele está garantido porque seu filho, muito mais inteligente do que ele a tempo viu que Temer era realmente o vampiro e pulou fora da aventura e terá o reconhcecimento da camada mais desprotegida da população.

  2. leonardo disse:

    “NINGUÉM SUCUMBE A CHANTAGEM SE ELA NÃO TIVER VERACIDADE” CAMPANHA PELA CPI DA PONTE DE JI PARANA DO TERRENO DOS DESABRIGADOS E DOS INCENTIVOS A A JBS FRIBOI DE RONDÔNIA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *