CapaColuna Painel Político

Coluna – MDB decide ir para o “tudo ou nada” com Maurão Confúcio e Raupp (ao menos por enquanto)

0

E ainda, TCE suspende licitação da publicidade da Assembleia; e a geração de jovens políticos de Porto Velho que se perdeu

Suspendeu

O Tribunal de Contas do Estado suspendeu a licitação da conta de publicidade da Assembleia Legislativa, que está em andamento. Pela primeira vez na história do legislativo, o processo transcorre sob a máxima transparência, tendo inclusive sido transmitido em tempo real pela internet. A explicação dada pelo Tribunal não faz o menor sentido, entre as alegações estariam “falhas no edital”. O problema é que, antes de ser publicado, o edital havia sido aprovado pelo… Tribunal de Contas. Paira no ar que a manobra tenha sido uma articulação política da atual detentora do contrato, que não quer perder de jeito nenhum. Com a suspensão ela vai se segurando.

O problema

É que há anos que os deputados querem que esse contrato termine, já que as queixas contra a agência se multiplicam. O presidente da Casa, Maurão de Carvalho quer distância do certame e havia determinado “a máxima transparência” no processo. A licitação está na fase de julgamento técnico. Hoje com 2 agências locais (Minha Agência e PNa) e duas de fora do Estado, uma do Acre e outra de Curitiba. O valor global do contrato é de R$ 15 milhões por ano.

Definições

O MDB (ala de Confúcio) esteve reunido neste fim de semana para tentar acalmar os ânimos em relação à candidatura do ex-governador ao Senado. Confúcio Moura trabalha para convencer a todos que sua candidatura, em dobradinha com Valdir Raupp, é perfeitamente viável. O problema é que nem Confúcio acredita nisso. Até o início desse mês ele estava convencido a mudar de partido pois tinha avaliado que seria mais benéfico para a candidatura de ambos. Após muitas idas e vindas, ele optou pelo MDB, sabendo que “mataria’ a reeleição de Raupp.

Outro embate

Mas a partir desse ponto as coisas complicam ainda mais. Agora Confúcio precisa convencer a executiva de que as duas candidaturas são viáveis, que é uma tarefa complicada, afinal na convenção Raupp pode manobrar para que sobre apenas uma vaga à deputado federal para Confúcio disputar. Tanto Raupp quando o MDB todo (e os bagres do Madeira também) estão cientes que é virtualmente impossível o MDB fazer “barba, cabelo e bigode” nessas eleições, traduzindo, um governador, dois senadores, maioria da bancada federal e estadual. Confúcio se queimou com os servidores públicos usando o discurso de “falta de dinheiro”, e se contradizia em ações, como o pagamento escandaloso de um acordo de R$ 30 milhões altamente suspeito, e outros tantos gastos que serão lembrados na campanha.

Além disso

Valdir Raupp está extremamente fragilizado com a denúncia feita pela PGR, que pede 12 anos de condenação para o senador. A pressão em Brasília é enorme no sentido de punir os envolvidos em qualquer denúncia referente à Lava Jato, e por mais frágil que sejam as provas, uma decisão do próprio STF já condena Raupp de antemão, a de que doações de campanha na verdade eram pagamentos de propina disfarçados. Convencer o eleitor do contrário é uma tarefa dura, ainda mais quando o MDB como um todo está complicado no cenário nacional.

Ao menos, Maurão

Porém, da reunião ocorrida no último sábado em Porto Velho, uma coisa ficou decidida, a candidatura de Maurão de Carvalho ao governo pelo MDB. Entre o dia 20 a 25 de maio deve acontecer o lançamento oficial, com uma grande festa, “a maior de todas” segundo Maurão. Se ele repetir o que fez Confúcio em 2014, não restam dúvidas de que será mesmo um grande evento, e não custa lembrar que o de Confúcio resultou em cassação no TRE e, não fosse a leniência do TSE da época, a chapa tinha rodado. A composição do TSE agora é outra, só para lembrar…

Faltaram provas

O ex-presidente da Emdur, Mário Sérgio Leiras Teixeira foi absolvido em sete ações penais movidas pelo Ministério Público do Estado. Elas foram julgadas improcedentes “por inépcia inicial”, porque o Ministério Público não comprovou dolo ou prejuízo ao erário. Mário Sérgio é filho do desembargador aposentado Sebastião Teixeira Chaves e sua defesa ficou à cargo do advogado Igor Habib Ramos, do escritório Nelson Canedo Advogados Associados.

Geração perdida

Mário Sérgio Leiras Teixeira faz parte de um grupo de jovens portovelhenses que tinha tudo para fazer uma cidade muito melhor para se viver. O grupo era composto, além dele, por Emerson Castro, Guilherme Erse, Alan Queiroz e Mariana Carvalho. À exceção dos dois últimos (Alan é vereador e Mariana deputada federal), os demais não conseguiram progredir na carreira política. Mário Sérgio saiu da Emdur preso, Emerson e Guilherme nunca atingiram votos necessários para se firmar como lideranças políticas. No caso de Erse é uma pena, pois é organizado e competente. Já Emerson Castro…

Para Android

Lançamos na semana passada o aplicativo do PAINEL POLÍTICO para aparelhos com sistema Android, onde você confere todo nosso noticiário. O app para dispositivos IOs deve ser lançado nos próximos 15 dias (a Apple é bem mais chata que o Google – e mais cara). A proposta é trocarmos, a médio prazo, os grupos de Whatsapp pelo uso do app. Se seu aparelho é Android, faça o download na Google Play

Pessoas com alergia têm mais chances de ter problemas psicológicos, diz pesquisa

Pessoas que sofrem de rinite alérgica, asma ou algum tipo de dermatite têm maior chance de desenvolver ansiedade e depressão, de acordo com uma nova pesquisa. Especialistas apontam que 11% das pessoas com alergia tiveram histórico de algum problema de saúde mental dentro de um período de 15 anos. Em contrapartida, a mesma análise mostra que apenas 6,7% das pessoas sem condições alérgicas sofreram com os mesmos problemas. A pesquisa foi publicada na revista Frontiers in Psychiatry. A asma , a rinite e a dermatite atópica são consideradas como as condições alérgicas mais frequentes pelos especialistas, e fazem parte da mesma família genética.Um estudo anterior na Dinamarca descobriu que crianças com alergias tiveram mais problemas emocionais e comportamentais do que aquelas sem condições alérgicas. A partir desta informação, os pesquisadores de Taiwan avaliaram mais de 46.600 pessoas com alergias e mais de 139.900 sem essas doenças. Foi então que eles notaram que, em 15 anos, 11% das pessoas com alergias relataram problemas psicológicos, sendo asma, rinite alérgica e dermatite atópica as mais apresentadas pelos que sofreram com problemas afetando a saúde mental. Apesar de não estar claro o motivo, especialistas acreditam que inflamações causadas pelas alergias podem estar ligadas aos distúrbios psiquiátricos.

Alan Alex
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Decreto deve ajustar reforma trabalhista, após MP perder validade

Previous article

URGENTE: PGR alega inconstitucionalidade contra transposição e ingressa com ADIN

Next article

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may also like

More in Capa