CapaColuna Painel Político

Coluna – MDB define quem será o segundo voto ao Senado e sela destino de Confúcio Moura

1

E ainda, PGJ mantém investigações contra ex-Chefe da Casa Civil, quando elas já deveriam estar na Primeira Promotoria

Mixaria

R$ 50 mil, esse é o valor que a Eletrobrás Distribuição Rondônia vai ser vendida em agosto pelo governo federal. Menos que o preço de um Pálio. A desculpa da União “são as dívidas bilionárias”, que foram feitas por gestores irresponsáveis, indicados politicamente. O valor de venda, ridículo, é pago apenas com a conta de energia de duas escolas estaduais. Mas, não esqueça desse tópico daqui a um ano, quando você estiver pagando uma conta bem mais cara, com um serviço tão porco quanto o atual. A diferença é que a central de reclamações vai ser lá na Índia.

Que tiro foi esse

O senador Ivo Cassol esteve com o governador Daniel Pereira nesta quinta-feira em Porto Velho e tal qual um furacão já chegou convidando o atual chefe do Executivo a ser candidato de seu grupo ao governo do Estado. Daniel sorriu, abraçou o italiano e entraram para conversar.

Equipe pronta

Acir Gurgacz já montou a produção de sua campanha no antigo Aquarius Selva Hotel, em Porto Velho e escalou o marqueteiro Antônio Augusto para comandar o show.

Falando em Aquarius

A gente lembra de Emerson Castro. As investigações referentes ao ex-Chefe da Casa Civil (cargo que detém foro privilegiado) estão na gaveta do Procurador Geral de Justiça do Ministério Público quando já deveriam estar na Primeira Promotoria de Justiça. Não tem motivos para continuar sob a responsabilidade do PGJ.

Segundo (ou primeiro) voto

O MDB já fechou com Pastor Edésio Fernandes como segundo voto ao Senado. Com isso, está selado destino de Confúcio Moura nas eleições deste ano, ou ele aceita ser candidato a deputado federal ou fica fora da disputa. Pastor Edésio Fernandes é do PRB, partido do deputado Lindomar Garçon, e é um nome que não encontra resistência em nenhum grupo e foi muito bem aceito no MDB.

Fatura

A articulação da executiva do MDB terminou sobrando na conta de Valdir Raupp, como se fosse ele o grande responsável pela “rasteira” em Confúcio. Não é. O partido fez uma conta simples e avaliou que Raupp, apesar de alguns arranhões no campo político, tem influência em Brasília e foi presidente do maior partido do país e atualmente integra a executiva nacional.

Olha essa

Confúcio e sua turma imprimiram máscaras com rosto do ex-governador, leques, panfletos e outros produtos promocionais para tentar pressionar os convencionais da legenda no próximo sábado, durante a convenção. A idéia é fazer a tal “onda” como se carnaval fosse a solução para a atual condição política que nos encontramos.

Falando em carnaval

Carlinhos Camurça, ex-prefeito de Porto Velho ressurgiu das cinzas tal qual uma fênix e botou o bloco na rua com força. Carlinhos foi uma das maiores lideranças políticas de Rondônia e após um longo período de ostracismo, voltou com disposição e está fazendo campanha de gente grande e com humildade. Tem visitado correligionários, indo de porta em porta e mostrando que gente de Rondônia sabe fazer campanha quando quer.

No ritmo do esporte

Já Ivonete Gomes, ex-secretária de esportes de Porto Velho (única pasta que funciona de fato na prefeitura de Hildon Chaves), está com time em campo (desculpem as analogias engraçadinhas de hoje) e se consolidou com porta voz da classe esportiva, que sofre rotineiramente com a falta de apoio em todos os setores.

Gene ligado ao Parkinson pode ajudar no desenvolvimento de tratamento, diz estudo

Um estudo descobriu que um gene ligado ao Mal de Parkinson pode ajudar no desenvolvimento de um tratamento que pode beneficiar a maioria das pessoas que têm a doença. Acreditava-se que o gene, chamado LLRK2, causaria a doença apenas quando mutado, mas os pesquisadores descobriram que ele pode ser igualmente significativo na forma não-hereditária da doença, de acordo com o estudo publicado hoje na revista “Science Translational Medicine” e desenvolvido pela Faculdade de Medicina da Universidade de Pittsburgh e UPMC. O Parkinson afeta um milhão de pessoas nos EUA e até 10 milhões em todo o mundo e não tem causa conhecida, mas acredita-se que envolva fatores genéticos e ambientais. É uma doença neurológica, degenerativa, crônica e progressiva que afeta o sistema nervoso podendo causar tremores, rigidez e até demência, em alguns casos. “O LRRK2 une as causas genéticas e ambientais do Parkinson, já que pudemos mostrar que fatores externos como o estresse oxidativo ou toxinas podem ativar o LRRK2, que pode causar a formação de corpos de Lewy no cérebro”, observou o principal autor do estudo, Roberto Di Maio. No futuro, Greenamyre espera aproveitar esses achados para descobrir como a neurodegeneração causada pela superativação de LRRK2 pode ser evitada e identificar como o estresse oxidativo e as toxinas ambientais causam a ativação de LRRK2.

Alan Alex
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Coluna – “Galera de Confúcio” se organiza para tumultuar convenção do MDB

Previous article

Notícia sobre pesquisa que mostra Bolsonaro líder em todos os estados é falsa

Next article

1 Comment

  1. ô loco irmão… que papo é esse de Daniel com K-sol. Será que vai ?

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may also like

More in Capa