CapaColuna Painel Político

Coluna – Médicos assassinos e advogados picaretas atuam livremente por falta de transparência dos conselhos

0

E ainda, Confúcio diz que vai cuidar de bois, e Lebrão, o perdidão

Olha isso

Ano passado PAINEL POLÍTICO foi processado em São Paulo por um médico que, antes de ser médico, operava pacientes no Amazonas. Após mutilar várias mulheres na companhia do tio, e ter respondido judicialmente por isso, ele passou pelo Mato Grosso, Brasília e terminou em São Paulo, onde está atendendo pacientes. Ele nos processou alegando que os fatos eram passado, e que isso o prejudicava quando buscava empregos. A justiça paulista deu ganho à PAINEL POLÍTICO e o juiz, no julgamento, foi fulminante, “quem tem a vida de outras pessoas nas mãos tem responsabilidade dobrada”. Ele não recorreu. E continua clinicando. MAIS SOBRE O CASO AQUI!

O que acontece?

Essa semana a morte de uma mulher que buscava um procedimento estético e morreu ao sofrer intervenção no apartamento do médico chamou a atenção da sociedade brasileira. Conhecido como “Doutor Bumbum”, a figura tinha milhares de seguidores em seus perfis públicos e fazia propaganda aberta de procedimentos estéticos e mais, se dizia “especialista” no assunto. Ele já tinha tido problemas em Brasília, Goiás e operava no Rio de Janeiro livremente, inclusive vendendo seus serviços pelas redes sociais, sem nunca ter sido denunciado, tampouco sofrido qualquer intervenção por parte do Conselho Regional de Medicina.

Então

O CRM, por sua vez, abre os procedimentos de cassação de registros médicos, mas ninguém fica sabendo. Profissionais são punidos, mas fica tudo no âmbito da entidade, e isso precisa acabar. E não apenas para médicos, engenheiros e advogados também deveriam ter ampla publicidade quando fossem punidos com a perda do registro, afinal, são três categorias que lidam com vida, liberdade e moradia. Se uma casa cai por culpa do profissional que a projetou, ele precisa ser responsabilizado. Se, ao ganhar uma ação o advogado rouba o dinheiro do cliente, ou perde prazos que prejudicam a sociedade, ou mesmo é ineficiente como profissional, não pode advogar. Já em relação aos médicos a situação é ainda mais alarmante.

Todos os anos

Faculdades de medicina despejam profissionais no mercado, muitos sem a menor condição de exercer a profissão. O caso do tal “Doutor Bumbum” ganhou as páginas do noticiário porque aconteceu na zona Sul do Rio de Janeiro, mas diariamente ocorrem casos iguais. O CRM deveria iniciar uma fiscalização séria e dar publicidade aos casos de cassação de registro, e principalmente, investigar os médicos que se dizem “especialistas em procedimentos estéticos”, esses são os piores, já que se aproveitam da ingenuidade e falta de informação das pacientes para cometer essas barbáries. O mesmo deveria ser feito com advogados e engenheiros, os casos de cassação de registro precisam ser publicizados para que a sociedade não seja prejudicada. No caso do médico carioca, chama a atenção que até a mãe dele estava com registro cassado, e também clinicava livremente.

A impressão que dá

É que os conselhos estão sendo mais corporativistas que fiscalizadores. É o tal do “e se acontecer comigo?”. Enquanto isso, é a população que paga o pato. 

Nosso não, seu

O deputado estadual Lebrão anda meio tonto, vai ver que é por causa da buraqueira que ele pega semanalmente nas rodovias estaduais quando vem à Porto Velho e vai para a região de Costa Marques. Em reunião no MDB esta semana, ele defendeu que o partido lance as candidaturas de Valdir Raupp e Confúcio Moura ao Senado. Lebrão disse assim, “vamos votar na chapa do nosso Governador Maurão de Carvalho, para senador nosso querido Ex-governador Confúcio Moura e também o nosso querido Senador Valdir Raupp”. Ainda bem que o Lebrão só tem um voto como delegado…

Cuidar de boi

Confúcio Moura anda dizendo por ai que, caso não consiga a vaga para disputar o Senado, vai “cuidar de boi e de peixe”, mas não que não pretende ser deputado federal. Rondônia agradece muito se isso acontecer, mas como não dá para confiar na palavra dele (Raupp que o diga), melhor a gente esperar a convenção que acontece em Porto Velho no dia 28, conforme havíamos antecipado. O evento será na sede do MDB a partir das 9. Vale lembrar, porém, que fechado mesmo só dia 5 de agosto, prazo final para entrega das atas (normalmente os partidos deixam em aberto).

Batendo de frente

No próximo sábado, 21, PSDB, Democratas e PSD realizam uma pré-convenção em Ji-Paraná, com a presença de Geraldo Alckmin. No mesmo dia, em Ouro Preto, Ivo Cassol lança Carlos Magno ao senado, e talvez anuncie alianças ou um nome de seu grupo para o governo. A expectativa é grande e o italiano costuma surpreender. À conferir, o sábado vai ser animado no interior.

Cientistas desenvolvem exame de sangue para detectar melanoma

Um grupo de pesquisadores australianos anunciou nesta quarta-feira (18) um novo teste de sangue para detectar melanoma em sua etapa inicial, o que constitui uma descoberta mundial que poderá salvar muitas vidas. O exame poderá ajudar os médicos a detectar o melanoma, um câncer de pele muito agressivo, antes que se propague para o resto do corpo, de acordo com os cientistas da Universidade Edith Cowan, cujo trabalho foi publicado pela revista “Oncotarget”. Na pesquisa, participaram 105 pacientes com melanoma e 104 pessoas saudáveis. O procedimento experimentado permitiu diagnóstico precoce do melanoma em 79% dos casos, segundo os autores da pesquisa. Atualmente, o melanoma é detectado mediante um exame clínico realizado por um médico, que, em caso de lesão suspeita, procede a uma extração para a realização de uma biópsia. A equipe de pesquisa prepara um trabalho clínico que durará três anos para validar as conclusões e dispor de um teste que possa ser utilizado pelos médicos. Um câncer em cada três é de pele, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). A Austrália é o país com uma das maiores prevalências de melanoma no mundo.

Alan Alex
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

“Se eu não sair a Senado, vou cuidar de boi e de peixe”, diz Confúcio

Previous article

PRP volta a dizer não a Jair Bolsonaro, após tentativa de reaproximação

Next article

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may also like

More in Capa