E ainda, imprensa abre campanha contra Gilmar Mendes, mas omite que ele é apenas parte do problema

Na internet, tudo é lindo

O mundo acordou mais triste nesta sexta-feira com o anúncio da morte do chef americano Anthony Bourdain, encontrado morto em um quarto de hotel em Paris, a causa, ele teria tirado a própria vida. Eu particularmente, era fã do chef, acompanhava seus programas e entrevistas e é uma daquelas figuras que você acha, tem uma vida mega hiper ultra feliz. Viagens pelo mundo, melhores restaurantes, uma namorada linda e uma filha de 11 anos. No Instagram (https://www.instagram.com/anthonybourdain/), fotos com amigos, pratos requintados e, um semblante sempre entristecido. Suicídio é um tabu, mas precisa ser debatido com seriedade.

Depressão

Quem nunca sentiu momentos de tristeza profunda, falta de ânimo, ou achar que tudo está uma merd*? Ocorre que na maioria das pessoas é uma sensação que perdura algumas horas, por vezes alguns dias, mas passa. Você encontra algo que preenche esse sentimento e a vida segue. O problema é que algumas pessoas não conseguem virar a página, e elas muitas vezes não admitem o problema, preferem se fechar, ocultar o sentimento de tristeza. Por fora, uma pessoa alegre, tagarela, por dentro, uma ostra de solidão e angústia.

Observe os sinais

A sensação persistente de tristeza ou perda de interesse que caracteriza a depressão pode levar a uma variedade de sintomas físicos e comportamentais. Estes podem incluir alterações no sono, apetite, nível de energia, concentração, comportamento diário ou autoestima. A depressão também pode ser associada a pensamentos suicidas. Se você sentir (ou souber de alguém) os seguintes sintomas, busque ajuda psicológica:

Humor triste, ansioso ou “vazio” persistente
Sentimentos de desesperança ou pessimismo
Irritabilidade
Sentimentos de culpa, inutilidade ou desamparo
Perda de interesse ou prazer pela vida, hobbies e atividades
Diminuição da energia ou fadiga
Mover ou falar mais devagar
Sentir-se inquieto ou ter problemas para ficar sentado
Dificuldade de concentração, lembrança ou tomada de decisões
Dificuldade para dormir, despertar de manhã cedo ou dormir demais
Apetite e / ou alterações de peso
Pensamentos de morte ou suicídio, ou tentativas de suicídio
Dores, dores de cabeça, cólicas ou problemas digestivos sem uma causa
física clara e / ou que não se aliviam mesmo com o tratamento


Não deixe para depois, nem ache que "é frescura", está longe de ser.
Certa vez um amigo que se foi descreveu em seu bilhete de adeus,
"é uma dor que dói sem saber onde, mas dói o tempo todo. Nada faz parar".

Campanha contra Gilmar

A imprensa brasileira encontrou um vilão para todos os problemas judiciais, chama-se Gilmar Mendes. Mas, não é. Que alguns de seus despachos ou postura podem ser questionados, sim, é verdade, mas tudo que Mendes faz, assim como toda a magistratura brasileira é seguir a lei. Podemos até discordar de suas decisões, do tipo “ele solta todo mundo”, ou “só solta rico”, é verdade também. Mas isso tem um motivo bem simples, a justiça só é feita para todos no papel, porque na vida real ou você tem dinheiro para pagar advogados ou vai mofar no sistema prisional. Pode perguntar para qualquer preso.

30 horas

Foi o tempo gasto pelo escritório de Rochilmer Rocha Filho e Diego Vasconcelos para soltar o ex-secretário de educação de Porto Velho Marcos Aurélio Marques. As acusações, segundo Rochilmer, são extremamente frágeis e não havia necessidade da prisão no caso de Aurélio. O escritório de Rochilmer, que recentemente fundiu-se a Nogueira e Vasconcelos, vem trabalhando para se tornar um dos maiores da região Norte na área empresarial. Atualmente eles estão instalados na Avenida Lauro Sodré, em um espaço de 800 metros quadrados e está em fase de conclusão a construção de um auditório. Em termos de infra-estrutura física e de pessoal, é o mais preparado do mercado.

Falando em Rochilmer

Dias atrás criticamos sua atuação frente à Caixa de Assistência dos Advogados. Teve muita gente que contestou e muitos saíram em defesa. O próprio Rochilmer enviou dados de sua gestão e preciso fazer um “mea culpa” sobre as críticas. Uma das falhas é a falta de divulgação de seus feitos, “prefiro mostrar trabalho trabalhando”, disse Rochilmer. Em outra oportunidade, listaremos algumas de suas ações frente à Caaro.

A caminho dos 4

O dólar só não ultrapassou a casa dos R$ 4 nesta sexta-feira porque o Banco Central interviu e conseguiu controlar o rombo, mesmo assim fechou em R$ 3,706. Se mantiver esse ritmo até o fim do ano estaremos vivendo com a moeda americana nas alturas. Ruim para o Brasil, perfeito para o mercado externo e investidores. Com Europa e Estados Unidos fechando cada vez mais os mercados, a tendência é a miséria aumentar por essas bandas.

Estudo mostra que até 20% casos de câncer de mama não precisam de quimioterapia

Tratamentos menos invasivos aumentam a sobrevida e melhoram a rotina dos pacientes com câncer. Um novo estudo, que teve participação de uma médica brasileira, mostra que até 20% das mulheres com câncer de mama não precisam de quimioterapia. Apesar de o câncer ser a segunda causa de mortalidade no mundo, de acordo com a OMS, quando olhamos a incidência há redução das taxas de mortalidade. Isso mostra que algumas mudanças no estilo de vida e nos cuidados com a saúde estão fazendo a diferença. De acordo com a pesquisa, os tumores hormônio-dependentes em estágio inicial – de até cinco centímetros – e em mulheres com mais de 50 anos não precisam de quimioterapia. Além disso, nenhum gânglio linfático pode estar comprometido e a paciente ainda precisa ter uma pontuação abaixo de 25 num teste que mapeia a genética do tumor e determina o grau de agressividade e o risco de reincidência e de metástase. Cerca de 10% a 20% de todos os casos de câncer do mundo se encaixam nessa descrição, como explica a oncologista Ingrid Mayer, uma das responsáveis pela descoberta. “O grande poder desse estudo é realmente poder diferenciar um pouquinho melhor quem realmente vai precisar da quimio e quem não precisa. Você continua salvando a vida de milhares de mulheres”, diz a oncologista. O estudo acompanhou mais de dez mil mulheres entre 18 e 75 anos e concluiu que 70% das pacientes com esse tipo específico de câncer não tiveram nenhum benefício ao passar pela quimioterapia. O tratamento hormonal foi o suficiente para evitar que a doença voltasse.

Alan Alex

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *