CapaColuna Painel Político

Coluna – Ou Cláudia ou Confúcio, apenas um poderá ser candidato em 2018, saiba o motivo

2

E ainda, Caerd ressuscita e já está com os problemas quase todos resolvidos; e mais, Iacira é filmada quebrando a porta da sede do MDB

Inelegibilidade reflexa

Parece um palavrão, e de fato vai soar como tal nas orelhas de Confúcio Moura e a turma da baderna que lhe acompanha. A irmã de Confúcio, aprovada em convenção como candidata a deputada federal pelo MDB não pode se candidatar nas eleições deste ano exatamente por causa da inelegibilidade reflexa. Vou explicar, já que os advogados do MDB não conseguiram e vão fazer a turma pagar o mico da eleição 2018.

Vamos lá

De acordo com o art.14, § 7º da Constituição Federal, “são inelegíveis, no território de jurisdição do titular, o cônjuge e os parentes consangüíneos ou afins, até o segundo grau ou por adoção, do Presidente da República, de Governador de Estado ou Território, do Distrito Federal, de Prefeito ou de quem os haja substituído dentro dos seis meses anteriores ao pleito, salvo se já titular de mandato eletivo e candidato à reeleição”. No caso de Cláudia Moura, ela é irmã do governador, que foi reeleito e deixou o mandato este ano. Como ambos vão disputar uma eleição na mesma jurisdição (Estado), um deles terá que abdicar da candidatura. O entendimento está na (Res. n° 21.567, de 20.11.2003, rel. Min. Fernando Neves.) que tratou de um caso concreto envolvendo cônjuge de governador (no caso em tela podemos aplicar a parentes diretos).

Desenhando

No período de oito anos, que é a soma do mandato mais uma reeleição, nenhum parente do governante pode ser candidato a cargo eletivo na mesma jurisdição. A única exceção é para parente que já detém mandato e queira concorrer à reeleição. Em 2006 o Tribunal Superior Eleitoral respondeu a uma consulta do senador amazonense Jefferson Perez sobre o tema e ficou pacificado que vale mesmo se o governador ou prefeito se desincompatibilizar do cargo seis meses antes das eleições.

O objetivo

Do legislador foi evitar exatamente a perpetuação de grupos familiares no poder, pena que intenção não é o mesmo que a realidade. Mas ai algum desavisado vai falar, “e como que Valdir e Marinha Raupp podem?”, pois é, situação totalmente distinta, sem contar que eles são sempre candidatos à reeleição. E se um deles quisesse ser candidato ao governo, o outro só poderia candidatar-se ao mesmo cargo. Cláudia Moura não tem mandato, e no que depende da Constituição, vai continuar sem pelos próximos quatro anos. A não ser que o irmão, em um arroubo de generosidade, resolva abdicar de sua sanha pelo Senado.

Falando nisso

Vídeo que circula internet gravado no dia do “quebra-quebra” do MDB pelos baderneiros de Confúcio, mostra a ex-presidente da Caerd, Iacira Azamor, enlouquecida batendo nos vidros da sede do partido. A Caerd ela não conseguiu quebrar, mas a porta do MDB, sim. A Iacira, para quem não conhece é a loira que aparece logo no início do vídeo com um pedaço de pau na mão batendo no vidro. Confere ai.

Enquanto isso

A nova Diretoria da Caerd comprova de que Confúcio queria mesmo era vender a empresa à preço de banana no mercado. A companhia consegue sim ser viável, e mais, com planejamento a médio e longo prazo ela vai dar retorno ao tesouro estadual. Com pouco mais de 60 dias a nova gestão, comandada pelo funcionário de carreira José Irineu Cardoso, a CAERD já conseguiu normalizar boa parte dos problemas da empresa. O principal que era a folha de pagamento, que chegou a ter 5 meses em atraso, já deve ser finalizado em meados de Outubro, quando o pagamento deverá ser feito dentro do mês. Em Porto Velho o problema de fornecimento de água foi resolvido com uma simples escora de ferro que dá sustentação a adutora do bate-estaca, que agora passou a ter pressão maior e vem causando algumas rupturas nas encanações. Outra situação importante, tem sido revisão contratual das empresas terceirizadas que fornecem insumos e prestam serviços de Corte, Ligação e Religação. A fiscalização passará a ser feito por funcionários da Companhia, medidas que devem melhorar a arrecadação e com isso passar a pagar os débitos deixados por Iacira.

E olha essa

Na semana passada o Tribunal de Contas do Estado requisitou da Caerd uma lista de processos para análise, foi necessário uma caminhonete para retirar todos os volumes requisitados, porém, nem todos foram encontrados, o que vai gerar um inquérito policial. Outra coisa que chamou a atenção é que depois de exonerado, um ex-comissionado apareceu na sede da CAERD para entregar um processo que estava em sua residência. Questionado sobre o porquê do processo estar com ele, respondeu “é que a presidente (Iacira) pediu para eu analisar e ter um cuidado especial com esse processo”.

Duas ações

E o ex-governador Confúcio Moura a protocolou duas ações na justiça contra o deputado estadual Hermínio Coelho (PCdoB) uma é um “pedido de explicações” e a outra por calúnia, injúria e difamação. Hermínio pode até ser ruim de discurso, se atrapalha, mas mentiroso não é. Resta saber o que ele anda dizendo por ai. Confúcio, nos últimos tempos anda bastante preocupado com o que falam dele, só não explica nada. Se fez de gato morto no escândalo da ponte de Izequiel Neiva, nas desapropriações milionárias dos desabrigados das enchentes, sobre a dívida do Beron deu um showzinho em vídeo no Facebook e não falou mais no assunto.

Cidadania

Tão logo acabou a quebradeira na sede do MDB, no sábado, o ex-chefe da Casa Civil Emerson Castro pegou um saco de lixo e saiu catando a imundície feita por seus amiguinhos na rua do partido. Gente maldosa diz que o tapa dado por Tomás Correia durante o evento foi por causa da sujeira…

Listão

O Tribunal de Contas do Estado liberou o listão dos gestores com contas reprovadas ou com parecer prévio contrário à aprovação de contas (vale lembrar que o nome de Confúcio só não está lá por conta de uma liminar do TJRO). Por lá, velhas figuras carimbadas da política rondoniense. O listão é grande e para conferir, é só CLICAR AQUI.

Canabinóide derivado do ômega-3 pode ter ação anticancerígena

Novas pesquisas sugerem que o analgésico natural do corpo, o “sistema endocanabinóide”, também pode ter propriedades de combate ao câncer quando “ativado” pelos ácidos graxos ômega-3. Os endocanabinóides são moléculas que, juntamente com seus receptores, podem ser encontradas em todo o corpo – em nossos cérebros, órgãos, tecidos e até em nossas células imunológicas. O sistema endocanabinoide trabalha em conjunto com o sistema nervoso e o sistema imunológico para reduzir a dor e a inflamação da mesma maneira que a cannabis (maconha) reduz a dor, mas sem os efeitos psicotrópicos da planta. Porque este sistema interno foi encontrado para ter propriedades semelhantes ao químico canabinóide externo derivado da cannabis, foi nomeado “endocanabinóide” pelos cientistas na década de 1960. Em pesquisa anterior publicada em 2017, a Prof. Das e seus colegas descobriram um grupo de metabólitos de ácidos graxos ômega-3 – ou subprodutos do metabolismo – chamados epóxidos endocanabinóides (EDP-EAs). Como alguns estudos sugeriram que a cannabis tem propriedades de combate ao câncer, os pesquisadores queriam ver se os endocanabinóides que ocorrem naturalmente teriam o mesmo efeito. Portanto, eles examinaram o comportamento de EDP-EAs em um modelo de mouse de osteossarcoma, que é uma forma particularmente agressiva de câncer ósseo. Os cientistas descobriram que os ratos com tumores cancerígenos que se espalharam para os pulmões tinham 80% mais EDP-EAs em seus tecidos pulmonares do que roedores saudáveis. Descobriu-se que os endocanabinóides matam as células cancerígenas – embora não tão eficientemente quanto as drogas quimioterápicas padrão. No entanto, os EDP-EAs também impediram que os vasos sanguíneos fornecessem aos tumores o sangue rico em nutrientes de que necessitavam, o que impedia o crescimento dos tumores. E, mais importante, os EDP-EAs impediram que as células cancerígenas viajassem para outras partes do corpo e interagissem com outras células. A principal causa de morte por câncer é impulsionada pela disseminação de células tumorais, o que requer a migração de células. Como tal, terapias que têm o potencial de impedir a migração celular também podem ser úteis para retardar ou inibir as metástases. O consumo dietético de ácidos graxos ômega-3 pode levar à formação dessas substâncias no corpo e pode ter alguns efeitos benéficos.

Alan Alex
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Coluna – A pergunta desta eleição é, Acir Gurgacz registra ou não candidatura?

Previous article

URGENTE: Liminar cassa mandato de vereador Amorim em Ariquemes

Next article

2 Comments

  1. Imagina quatro anos com essa pessoa… Deus da passagem direto para o céu.

  2. Nenhum mas tira essas cojas atrasada do Estado de Rondônia.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may also like

More in Capa