Coluna Painel Político

Coluna – Atual prédio da Assembleia pode virar hospital ou câmara de vereadores, o que você prefere?

0

Deputado propõe ampliação do João Paulo II no local, mas vereadores de Porto Velho querem o prédio para uma nova sede da Câmara

A escolha é simples

O atual prédio da Assembleia Legislativa de Rondônia poderá se transformar em uma extensão do Pronto Socorro João Paulo II. A iniciativa partiu do deputado estadual Cleiton Roque, que já apresentou requerimento à Mesa da Assembléia para a instalação da nova unidade, após a mudança para o novo prédio. E encontrou apoio da parte do presidente, Maurão de Carvalho e até do vice-governador, Daniel Pereira. E essa foi, sem dúvida, a melhor opção, a outra era entregar para a Câmara de Vereadores da capital, que há tempos anda cercando o prédio querendo um local maior para gastar mais dinheiro com reformas.

Curioso

Que todos os presidentes que passaram pela Casa, desde Eduardo Rodrigues, reformaram o prédio da Câmara de Porto Velho. É uma reforma sem fim, já que é dinheiro público que vem sendo usado nessas aventuras da engenharia. O Ministério Público ou polícia, sei lá, mas alguém precisa colocar um limite nessa gastança. Dinheiro demais para trabalho de menos. A estrutura abriga todos os parlamentares sem nenhum problema.

Voltando a idéia de Roque

O maior problema do João Paulo II é a internação. Após o atendimento inicial os pacientes ficam sem acomodações adequadas e esse é um problema antigo. O atual prédio da Assembleia já foi um hospital durante anos, e depois foi adaptado para abrigar o legislativo estadual. Portanto, bastam algumas modificações mínimas para que ele volte a ser o que era. A população agradece.

Fim de semana de definições

No próximo fim de semana, os partidos se movimentam no sentido de definir as candidaturas e nominatas. O PDT, que segue insistindo com a candidatura do senador Acir Gurgacz ao governo terá um grande encontro em Vilhena, sob a batuta do ex-prefeito Melki Donadon, que disputa uma cadeira de deputado federal pela legenda. O PP, agora comandado por Jaqueline Cassol, que também concorre a deputada federal, estará reunido em Ji-Paraná. Também na capital da BR, o DEM se reúne no sábado para definir algumas questões e alinhar a reeleição de Marcos Rogério, que cauteloso deve seguir nesse sentido, descartando candidaturas majoritárias.

Enquanto isso

Confúcio segue em seu mutismo habitual, nem uma palavra sobre sucessão, renúncia ou candidatura.

Cadê o dinheiro?

O Detran de Rondônia suspendeu por 15 dias (podendo ampliar o prazo por mais 15) as blitz de lei seca. O motivo? falta de pagamento do pessoal civil e militar que opera nas blitz. Isso vale para aquelas que são realizadas nas madrugadas e fins de semana. As de “horário comercial” vão continuar, diz o diretor do Detran.

Já se passaram 30 dias

Desde que os professores da rede estadual de ensino cruzaram os braços e até agora a única proposta apresentada pelo governo, ao que se sabe, foi a do chefe da Casa Civil, de que os professores tem que trabalhar por amor e não por salários. Emerson foi secretário de educação e quando suspendeu o contrato de vigilância armada das escolas afirmou ao Ministério Público que “não tinha problema que as escolas fossem roubadas, o Estado podia repor os equipamentos”. De acordo com o sindicato dos trabalhadores em educação, 80% dos professores aderiram ao movimento, que ganhou o apoio de estudantes, de pais de alunos e de trabalhadores de outras categorias. A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) divulgou moção de repúdio ao governo de Rondônia pelo descaso com que trata a educação.

Pauta

Os trabalhadores em educação querem a aceitação das reivindicações contidas na proposta de Plano de Valorização da educação, apresentada pelo Sintero ainda em dezembro de 2017. Entre elas o cumprimento da Lei federal nº 11.738/2008 (lei do piso salarial do Magistério), a Lei nº 3.565/2015, que instituiu o Plano Estadual de Educação, e a Lei Complementar nº 680/2012, que instituiu o Plano de Carreira da educação. A presidente do Sintero, Lionilda Simão, disse que o sindicato sempre esteve aberto ao diálogo e disposto a discutir eventual proposta que venha a ser apresentada pelo governo. “Mas o que temos até agora é NÃO para todas as nossas reivindicações. O governo privilegia outras áreas e simplesmente abandona a educação”, disse.

Pois é

O governo queria aprovar a criação de cargos comissionados na Caerd com salários variando entre R$ 8 mil a R$ 20 mil e mandou o projeto para a Assembleia Legislativa, que rejeitou argumentando que a companhia está com quatro meses de salários atrasados por “falta de recursos” e ainda tem a questão da greve da educação.

Indicativo

Essa foi a primeira vez, em muito tempo que o legislativo foi contra um projeto do Executivo. Se antes Confúcio “nadava de braçada” por lá, agora começa a enfrentar resistência graças as trapalhadas criadas por sua equipe e por ele próprio.

Falando nisso

Até agora nada sobre a tal gravação. Quem grampeou os deputados estaduais Jesuíno Boabaid e Maurão de Carvalho no gabinete da presidência? O crime vai ficar impune? É bom lembrar que quem tem coragem de gravar deputado, também grava procurador, juiz e desembargador.

Número de abortos cai no mundo, puxado por países desenvolvidos com legalização

Em 20 anos, entre 1990/1994 e 2010/2014, a taxa anual de aborto nas regiões desenvolvidas caiu significativamente, principalmente em países ricos onde a prática é legalizada – passou de 46 para 27 abortos para cada mil mulheres em idade reprodutiva. O mesmo não ocorreu em países em desenvolvimento: a taxa global se manteve quase estável, passando de 39 para 36 a cada mil mulheres.  Os dados são de relatório publicado nesta semana pelo Instituto Guttmacher, organização dos Estados Unidos parceira da Universidade Columbia e da Federação Internacional de Planejamento Familiar (IPPF). Veja o relatório completo em inglês. Segundo o documento, o maior declínio nas taxas de aborto foi sentido na Europa Oriental, onde o uso efetivo de contraceptivos aumentou drasticamente. Os índices também caíram de forma significativa no Centro da Ásia – as duas regiões fizeram parte do antigo bloco da União Soviética e passaram a ter acesso aos métodos eficazes de prevenção.

Alan Alex
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Lula não poderá ser preso até que julguem o habeas corpus, decide STF

Previous article

É razoável ou causa instabilidade? A polêmica decisão do STF que impede prisão de Lula antes da análise de habeas corpus

Next article

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may also like