Politico! Carregando

Coluna – “Turma do Confúcio” decide abandonar governo de Daniel Pereira

E ainda – Rosani Donadon caiu no canto da sereia ao acreditar que se manteria no cargo e a agenda de Maurão e Daniel em Brasília, nesta sexta

Agenda cheia

Daniel Pereira passou o dia em Brasília em reunião com ministros para tentar resolver alguns problemas de Rondônia que estão pendentes na capital federal. Conversei rapidamente com ele pela manhã onde o governador fez um breve balanço de seu início de gestão. Um dos pontos mais sensíveis diz respeito a Caerd, a companhia de águas de Rondônia, que segundo Daniel existe uma perspectiva de encontrar uma solução. Uma coisa que ele deve cobrar neste fim de semana, em reunião com a atual presidente é um estudo que foi feito ano passado, onde foram pagos R$ 14 milhões de viabilidade da privatização. Até agora não apareceu e alguém vai ter que dar conta.

Outro ponto

É a questão “Porto Velho”. O governador se mostrou preocupado e disse estar disposto a ajudar o município no que for preciso, independente de questões partidárias. Pereira disse que ainda não conseguiu conversar com o prefeito Hildon Chaves, mas que isso deve acontecer possivelmente na próxima semana, “já conversei com vereadores, estive na Câmara e acho que o Estado pode fazer muito para ajudar a capital”, declarou.

Segurança vai ser prioridade

Daniel Pereira afirmou que entre 20 a 30 dias estarão sendo implementadas mudanças na segurança pública que serão sentidas pela população. Segundo ele, é prioridade resolver essa situação e o Estado está se preparando. Ele também vai mexer na educação, “vamos fazer tudo que estiver a nosso alcance para tentar resolver a questão de contingente nas salas de aula”, declarou sem dar maiores detalhes.

E enquanto Daniel estava em Brasília

A patota do ex-governador Confúcio Moura resolveu bagunçar o coreto em Rondônia. Waldo Alves, que era secretário de Educação entregou uma carta cheia de mi-mi-mi pedindo exoneração do cargo. Também deve seguir o mesmo rumo o atual diretor do Detran e mais alguns outros “confucianos”. E já vão tarde, mas sempre tem os “vira-casacas”, que estão sendo considerados “traidores” entre o “povo do Confúcio”. Um desses é Basílio Leandro, atual secretário de alguma pasta que não funciona, porque a gente nem consegue lembrar para que serve mesmo.

Pega de surpresa

Rosani Donadon caiu no “canto da sereia” de seus advogados em Rondônia e a acreditou que conseguiria se manter no cargo. A liminar que garantiu que Rosani disputasse a eleição foi dada pelo então juiz eleitoral Juacy Santos, que foi duramente criticada pelo relator ministro Admar Gonzaga. E em entrevista ao jornal da Rede Globo, a quase ex-prefeita mostrou que caiu no canto, de novo, ao dizer que pretende disputar as eleições suplementares. É uma questão pacificada nas instâncias superiores, mas segundo Rosani, seu advogado, Manoel Veríssimo disse que “existe possibilidade”.

Brechas

Que a legislação brasileira de uma forma geral pode ser considerada uma piada de mau gosto, com “entendimentos” usados a bel prazer em alguns não restam dúvidas, mas existem algumas questões, principalmente em âmbito eleitoral que são pacificadas e com raríssimas exceções são revistas. A aplicação da Lei da Ficha Limpa para condenações anteriores a 2010 é uma delas, que inclusive foi julgada não apenas pelo TSE, mas pelo próprio STF. Portanto, acreditar que “pode ter jeito” é mais ou menos como acreditar na prisão do Geraldo Alckmin pela Lava Jato.

Meio ambiente

O presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho acompanhou a agenda de Daniel Pereira em Brasília nesta sexta-feira. Entre os compromissos havia uma audiência com o ministro do Meio Ambiente, Edson Duarte. Daniel brincou, “Maurão não vai poder ir, ele quer acabar com a polícia ambiental”, e Maurão emendou, “terminamos de suspender a criação de 11 áreas de reserva, acho que não vou ser bem recebido.

Faísca e fumaça

E junto com Maurão estava o deputado estadual Jesuíno Boabaid. Ambos foram gravados clandestinamente em uma conversa sobre Daniel Pereira e Confúcio Moura em março desse ano que causou o maior rebuliço no Estado. Mas o clima entre eles agora é de paz.

Taxas altas

E Maurão disse que nos próximos dias a Assembleia Legislativa vai estar revendo algumas taxas que estão sendo cobradas pela Idaron dos produtores, que segundo ele, são abusivas e estão deixando muita gente em situação difícil para honrar pagamentos, “o setor produtivo do nosso Estado é o principal responsável pelo PIB positivo, não podemos apertar os produtores, inviabilizando com taxas e tributos extorsivos. Vamos rever sim, temos recebido muitas reclamações e já adiantei alguma coisa com o novo governador, temos que trabalhar para gerar mais emprego, renda e ajudar no que a gente puder os nossos produtores”, disse Maurão.

Quem passa noites insones tem maior probabilidade de morrer mais cedo

As pessoas que ficam acordadas até tarde e têm dificuldades para levantar da cama são mais propensas a morrer mais jovens do que aquelas que se levantam e se põem com o sol, disseram pesquisadores nesta quinta-feira (12). Uma pesquisa com mais de 430 mil pessoas na Grã-Bretanha descobriu que os notívagos tinham um risco 10% maior de morrer no período de 6,5 anos do estudo que as pessoas diurnas. Os pesquisadores descobriram que o grupo dos notívagos tinha um risco 10% maior de morrer no período estudado do que as pessoas do grupo mais extremo de diurnos. As pessoas do grupo “definitivamente uma pessoa da noite” tinham maior probabilidade de sofrer de distúrbios psicológicos, diabetes e problemas de estômago e respiração, e dormiam menos horas por noite. Elas também eram mais propensas a fumar, beber álcool e café e usar drogas ilegais. O risco maior pode se dever a que “as pessoas que estão acordadas até tarde têm um relógio biológico interno que não corresponde ao seu ambiente externo”, disseram os pesquisadores.

Alan Alex
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *