Coluna Painel Político

Coluna – “Vamos fazer o certo, votar no dr. Hildon pra prefeito”, conclamou Mariana Carvalho

1

Deputada agora tenta “descolar a imagem” de Hildon Chaves e Porto Velho nunca esteve tão ruim

Cara de agosto

Dizem que agosto é o mês do cachorro louco, porque por uma daquelas coincidências do astral coisas ruins acontecem, mas o mês de abril de 2018 parece estar querendo concorrer. Esse mês perdemos o ex-deputado federal Maurício Calixto, que faleceu em decorrência de problemas de saúde, nesta sexta-feira noticiamos o drama do também ex-deputado federal Chagas Neto, que está internado em estado grave em Porto Velho e tivemos ainda, também nesta sexta, a notícia de que o radialista Hamilton Alves, figura polêmica na região de Jaru e Ouro Preto, sofreu emboscada e levou quatro tiros. Tô com medo de agosto…

Deu ruim

A população de Porto Velho perdeu o encanto pelo “prefeito paladino” que foi eleito com discurso que “não era político” e que por isso faria diferente. Não fez. Nem diferente nem igual, só piorou o que já estava ruim. Hildon é um político que pensa ainda ser promotor e sofre de “juizite” um mal que costuma atingir alguns membros do Ministério Público e magistratura. O problema é que Hildon Chaves acha que está acima de qualquer pessoa, e exemplos de sua falta de educação e paciência com o sofrido povo da capital não faltam. Alguns episódios lamentáveis foram filmados, como o que deixou um líder comunitário, portador de necessidades especiais, que reclamava do atendimento na rede de saúde, falando sozinho.
Birra

E virou rotina. Meses atrás, em evento na Ponta do Abunã, onde estava presente o ex-senador Expedito Júnior e secretários municipais, ficou sem paciência quando alguns moradores passaram a questionar promessas feitas na campanha e soluções para problemas rotineiros. Hildon simplesmente virou as costas, entrou na camionete e só não foi embora porque tinha gente de carona com ele. Mesmo assim, ficou no carro até que Expedito e os secretários contornassem o mal estar deixado pelo prefeito.

Para piorar

O sentimento que reina junto à população é o de que a cidade não tem prefeito, está abandonada. Sempre que tem uma folguinha, Hildon embarca em algum avião e some por dias, em alguma praia do Rio de Janeiro ou nordeste. Quem também faz a mesma linha de turismo é o presidente da Câmara de Porto Velho, Maurício Carvalho, que não sofre de “juizite”, mas faz tempo que ligou aquele botão do “tô nem aí”. A população sofre com a falta de comprometimento do prefeito e com a omissão do presidente da Câmara e grande parte dos vereadores, que simplesmente fecham os olhos para tudo que ocorre.

Suspeição

Uma grave denúncia foi feita em um programa de rádio na capital há cerca de um mês, de que um promotor do Ministério Público estaria “segurando” denúncias e reclamações contra Hildon Chaves. vez que sua esposa faria parte da administração municipal. A denúncia por si já é de extrema gravidade, foi feita em programa popular de grande audiência e até hoje o Ministério Público não se manifestou. Mas também até hoje nenhuma ação foi tomada contra o prefeito paladino. Exceto o escandaloso caso da compra de toneladas de cal, uma negociata altamente suspeita.

Enquanto isso

O município vem perdendo recursos que foram conseguidos pela bancada federal por falta de projetos e de um planejamento eficiente. Hildon também já trocou 16 vezes seus assessores de primeiro escalão, o que impede a execução de qualquer tipo de ação. Realmente, o “não político” era uma aposta errada. E essa foi a segunda vez que a população trocou gente que poderia ter feito muito pela cidade, acreditando em fadas. A primeira foi quando elegeu Mauro Nazif no lugar de Mário Português e agora com o paladino.

Saindo fora

E Mariana Carvalho, a deputada federal de Porto Velho, silenciou totalmente sobre o prefeito de seu partido que ela ajudou a eleger. Olha só esse vídeo ai:
E no fim da coluna, dá uma olhada nas imagens de Porto Velho. Bairros Socialista e …Mariana!

Réplica e tréplica

Ivo Cassol acusou Confúcio Moura de assumir dívida bilionária e chamou o ex-governador de irresponsável. Confúcio gravou um vídeo dizendo que Cassol deveria jogar “a denúncia na lata do lixo”. Cassol gravou outro vídeo reiterando que Confúcio é um irresponsável, e mostrou os documentos. Confúcio sumiu.

Beber álcool todo dia reduz expectativa de vida, aponta estudo britânico

Beber álcool todos os dias pode ser ruim para a saúde e encurtar a vida, segundo uma pesquisa da Universidade de Cambridge divulgada pela revista científica The Lancet. O estudo, feito com 600 mil pessoas, estimou que os indivíduos que consomem e entre 10 e 15 drinks alcoólicos por semana podem ver ter a vida encurtada em um a dois anos. Quem passa desse ponto e consome mais de 18 drinks por semana pode ter quatro a cinco anos a menos de vida. No Reino Unido, desde 2016, o sistema de saúde recomenda que as pessoas não bebam mais do que 14 “unidades” por semana – essa quantidade equivale a sete taças de vinho ou sete latas de cerveja. Os autores do novo estudo dizem que suas descobertas estão de acordo com as novas recomendações britânicas. Eles afirmam que não há grandes riscos de saúde para pessoas que bebem pouco. A pesquisa também afirma que o excesso de bebida aumenta o risco de doenças cardiovasculares. A cada 12,5 unidades de álcool consumidas acima da recomendação máxima do sistema de saúde (ou seja, 12,5 após as 14 unidades semanais), o risco de ter um acidente vascular cerebral (AVC) aumenta em 14%; de hipertensão, 24%; de ataques cardíacos, 9%, e de aneurisma fatal da aorta, 15%. Beber álcool foi ligado à redução de doenças cardíacas não fatais em estudos recentes, mas cientistas afirmam que esse benefício é quase anulado por outras doenças associadas ao hábito. Estudos mais antigos sugerem que beber vinho tinto em quantidades moderadas pode ser bom para o coração, por exemplo, mas alguns cientistas sugerem que esses benefícios também contestam estes resultados. Outro estudo dinamarquês afirma que beber três ou quatro vezes por semana pode diminuir o risco de diabetes tipo 2. “Essa nova pesquisa deixa claro que, no geral, não há benefícios para a saúde no consumo de álcool”, diz Tim Chico, professor de medicina cardiovascular na Universidade de Sheffield, que não estava envolvida no levantamento divulgado há duas semanas.

Alan Alex
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Barbosa acena para os investidores e já pretende se reunir com velho conhecido do mercado financeiro

Previous article

Governo federal diz que terá de adiar reajuste de servidor para fechar contas em 2019

Next article

1 Comment

  1. E a idosa que ficou com a perna presa em um bueiro em frente a prefeitura de Porto Velho, que precisou o corpo de bombeiros vir serrar a grade para ela sair? Isto aconteceu na quinta feira dia 19 de abril de 2018, foi notícia nos site de notícias de RO.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may also like