Convenção realizada no domingo oficializou Eduardo Japonês e Maria José como prefeito e vice nas eleições suplementares

No próximo dia 3 os vilheneneses terão uma segunda oportunidade de escolha para prefeitura da cidade. A ex-prefeita Rosani Donadon foi cassada pelo Tribunal Superior Eleitoral no mês passado e uma nova eleição, para o dia 3 de junho, foi marcada. Como Rosani deu causa à nulidade do processo, ela não poderá disputar e o clã Donadon busca algum laranja na família que esteja com o “nome limpo” para poder entrar na briga.

No último domingo, o PV oficializou em convenção a candidatura de Eduardo Japonês para disputar à prefeitura, tendo a ex-presidente da Câmara, maria José como vice em um grande evento que ocorreu em uma escola no bairro Cristo rei.

Ex-presidente da Câmara de Vilhena será vice de Eduardo Japonês


O deputado estadual Luizinho Goebel (PV) explicou que foi parceiro da administração passada e destinou recursos para a aquisição de medicamentos como uma primeira atitude após a eleição de 2016. Mas depois foi taxativo quanto ao seu apoio nas eleições do próximo dia 03 de junho: “Eduardo Japonês e Maria José, a dupla que o povo quer. Eu confio no seu trabalho, Japonês. Sei que você não precisaria estar aqui. Alguns precisam da política, mas você já tem uma vida boa, fruto de seu esforço pessoal. Por isso, sei que quer o melhor para Vilhena, pois é onde você construiu sua história”, completou.

Estiveram também na Convenção, declarando apoio a Japonês o ex-deputado estadual Tiziu Jidalias, o ex-secretário de agricultura Evandro Padovani, e os presidentes dos 13 partidos que compõem a coligação “Trabalho, Respeito e Verdade Já!”: PV, PSDB, PP, PT, PR, PRB, PHS, PSC, PSD, PTC, PRP, SD e PSDC.

Julinho da Radio desiste e apoia Japonês

No sábado, o PSOL realizou uma reunião e decidiu abrir mão de lançar a candidatura do radialista Julinho da Rádio à prefeito para apoiar Eduardo Japonês.

Julinho da Rádio fez ressalva ao aderir à campanha de empresário

Os integrantes do Partido Socialista e Liberdade (PSOL) realizaram, na manhã deste sábado, 06, no auditório do hotel Luiz Eduardo Rover, em Vilhena, a convenção para definir a posição da legenda nas eleições suplementares, que serão realizadas no município no dia 03 de junho.

Durante o evento, o radialista Júlio Silva, o “Julinho da Rádio” e a professora Osnier Pereira Machado, junto com afiliados do partido, retiraram a candidatura do comunicador a prefeito.

Em seu discurso, o comunicador disse que sentiu que não é o momento de participar das eleições por inúmeras situações, entre elas, a principal é ter que aceitar apoios e depois se ver obrigado a fatiar a prefeitura. Silva ainda afirmou que será prefeito de Vilhena um dia e anunciou seu apoio ao empresário Eduardo Japonês, fazendo a seguinte ressalva: “Mas já de saída, se ele não tomar providências pra socorrer a saúde, em meu programa diário na rádio, não será aliviado em absolutamente nada”.

Foram à convenção do PSOL, o presidente da Câmara, Samir Ali (PSDB), junto com outros vereadores, o deputado Luizinho Goebel e o próprio Japonês. Com a adesão do PSOL, o candidato do PV soma agora 16 partidos em seu palanque.

Com informações e fotos da Folha do Sul Online

Alan Alex

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *