0

A candidata ao Senado estaria “induzindo” o eleitorado a pensar que Lula é candidato a presidente da República. Decisão atende pedido do MPE

Com Tudorondonia – A juíza Úrsula Gonçalves Theodoro de Faria  Souza, do Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia, proibiu, nesta sexta-feira que a candidata do PT-PSOL ao Senado, Fátima Cleide, continue veiculando propaganda no rádio e na televisão levando  eleitores a acreditarem que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é candidato a presidente da República.

Úrsula Theodoro deferiu tutela pedido de tutela antecipada em representação proposta pela Procuradoria Regional Eleitoral contra Fátima Cleide (PT), que tem divulgado, no seu horário gratuito, uma suposta candidatura de Lula, que está preso em Curitiba condenado por corrupção passiva e foi declarado inelegível pelo Tribunal Superior Eleitoral.

Mesmo assim, a ex-senadora petista insiste em divulgar que Lula é candidato, induzindo o eleitorado a erro, segundo consta da decisão da magistrada.

De acordo com o despacho da juíza, a conduta de Fátima Cleide representa uma afronta à decisão do TSE e pode levar o eleitor a crer na viabilidade da candidatura de Lula.

A decisão deve ser cumprida imediatamente, sob pena de multa diária de R$ 5 mil até R$ 50 mil, e ainda  responsabilização criminal por desobediência à ordem judicial.

VEJA À DECISÃO:http://apps.tre-ro.jus.br/mural/api/988/decisao/pje

Alan Alex
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Lula pede ao TSE para gravar vídeos como apoiador de Haddad

Previous article

Ataque e internação de Bolsonaro criam cenário inédito na eleição

Next article

Comments

Participe do debate. Comente!

You may also like