Polícia Federal não deve prender Lula no Sindicato dos Metalúrgicos

Ir até São Bernardo, onde o petista se encontra desde a noite de quinta-feira, poderá gerar confusão com a multidão de manifestantes que está por lá, avaliam delegados; mandado de prisão pede que Lula se entregue até às 17h

A Polícia Federal não deve enviar agentes ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC para prender o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Caso o petista não se entregue até às 17h em Curitiba, ir até o local, onde uma multidão de manifestantes está reunida , não é uma opção para a PF. As informações são do jornal Folha de S.Paulo .

Ainda segundo a reportagem do jornal, a cúpula da  Polícia Federal prefere optar pela “tranquilidade” e “juízo” na hora de atuar diante desta situação. Se Lula não for até a PF e a PF não for até Lula, a tendência deverá ser a busca por uma “saída amigável” no âmbito da diplomacia.

Alguns delegados afirmaram que se o ex-presidente não se apresentar, será necessário uma avaliação constante para decidir quando será o melhor momento para levá-lo preso.

No entanto, como uma medida de precaução, equipes do Grupo de Pronta Intervenção (GPI) e do Comando de Operações Táticas foram colocadas de prontidão.

De acordo com o que havia informado a Folha , e o ex-presidente do Partido dos Trabalhadores (PT) Rui Falcão confirmou na manhã desta sexta-feira (6), Lula não irá se entregar até o fim do dia de hoje , conforme determina a ordem de prisão expedida pelo juiz federal Sérgio Moro .

O petista ainda permanece na sede do sindicato desde a noite de quinta-feira (5), quando se dirigiu logo após seu mandado de prisão ter sido decretado por Moro. Durante toda a noite, ele esteve acompanhado pelos filhos e correligionários. Apesar de não se pronunciar, o ex-presidente acenou e desceu para cumprimentar alguns de seus aliados.

Ainda segundo o jornal, Lula disse que estava tranquilo, bem disposto, e que já tinha feito seus exercícios matinais como faz todos os dias.

Entenda o que pode acontecer com o ex-presidente, caso ele não se entregue

  • O que a Polícia Federal pode fazer antes das 17h?

O ex-presidente pode falar que não vai se entregar, pode sair em um ato com militantes, pode até dar uma corrida num parque municipal ou viajar para o Nordeste antes das 17h.

Isso porque a Polícia Federal não tem absolutamente nenhum poder sobre o que o petista fará antes das 17h, que é o horário final para o prazo determinado por Moro, para Lula se entregar.

Logo, ele não pode ser preso involuntariamente antes desse horário.

  • Então Lula pode deixar o País?

Não. Apesar de estar livre até as 17h, o ex-presidente não pode ultrapassar as fronteiras brasileiras, devido à ordem de prisão expedida contra ele. De qualquer maneira, o petista não deu nenhum sinal de que deixaria o Brasil.

  • E se ele não se entregar até as 17h?

Nesse caso, a Polícia Federal passa a ter autoridade de buscá-lo pessoalmente, onde quer que ele esteja. Se Lula não se entregar no prazo estipulado, passará a ser buscado oficialmente pelos agentes que tentarão cumprir a ordem de prisão. Nessa situação, se houver resistência por parte do condenado, pode haver confronto – inclusive, se ele ainda estiver dentro do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, cercado por apoiadores.

Alan Alex

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *