0

O PT entrou com representação no Conselho Nacional de Justiça pedindo que a Corregedoria determine que o juiz Sergio Moro não possa assumir  outro cargo público até que o órgão conclua investigação sobre suposta parcialidade do magistrado, informa Márcio Falcão, no JOTA..

Em representação, nove congressistas do PT alegam que  Resolução Nº 135 de 13/07/2011, do CNJ, impede que ele se afaste do cargo de magistrado diante de apurações disciplinares em curso. A ação cita o artigo 27 que estabelece que “o magistrado que estiver respondendo a processo administrativo disciplinar só terá apreciado o pedido de aposentadoria voluntaria após a conclusão do processo ou do cumprimento da penalidade”.

Moro aceitou convite e deve assumir o Ministério de Justiça do governo Bolsonaro. O magistrado pediu licença da 13 ª Vara Federal de Curitiba e deve requerer exoneração na véspera da posse no Executivo, a partir de janeiro de 2019.

LEIA A MATÉRIA COMPLETA NO JOTA.

Foto da capa – Silvia Izquierdo/AP

Alan Alex
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Jornalistas são vetados em sessão do Congresso com Bolsonaro

Previous article

Machadinho D’Oeste é um dos três finalistas do prêmio Internacional de combate à Malária

Next article

Comments

Participe do debate. Comente!

You may also like

More in Capa