“Ninguém nunca a viu trabalhando em lugar nenhum e ela ainda quer receber o acerta da exoneração”, denunciou vereador que também é policial civil

Mais um escândalo envolvendo a gestão da ex-prefeita de Vilhena Rosani Donadon veio à público esta semana. Na sessão plenária da última terça-feira, o vereador Wilson Tabalipa (Podemos) afirmou ter investigado o caso de uma servidora “fantasma” que mora em Porto Velho mas recebeu, entre fevereiro e novembro de 2017, o equivalente a R$ 87.041,57 de salários

Segundo o vereador, Rosimar Alves Machado Fidelis recebia salário de R$ 7.900 e no período em que esteve lotada, “ninguém nunca a viu trabalhando”. Ainda de acordo com a denúncia, ao verificar o processo da funcionária “fantasma”, Tabalipa apurou que não constavam as fichas ponto que comprovasse que ela efetivamente estava trabalhando. O endereço dado para admissão, segundo documentos entregues a Tabalipa, seriam de Porto Velho, mas a mesma estava lotada na SEMIG em Vilhena.

Ainda segundo relata Tabalipa, que além de vereador é policial civil, a ex-servidora estaria nos últimos meses, segundo funcionários da prefeitura, tentando receber o acerto.

Tabalipa, encerrou dizendo que ao conversar com diversos servidores da prefeitura, nenhum deles disse conhecer Rosimar Fidelis.

Os vereadores decidiram abrir uma CPI para averiguar o caso. Documentos foram juntados e encaminhados ao Ministério Público.

Rosani Donadon mantinha servidora fantasma, denuncia vereador

Rosani Donadon teve o mandato de prefeita cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral em abril deste ano por uma condenação referente as eleições de 2008. Ela estava inelegível e disputou sob liminar em 2016. Com sua cassação Vilhena terá nova eleição, marcada para o próximo dia 3.

Alan Alex

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *