Eleições 2018

URGENTE: TRE tira Gurgacz da disputa ao governo e proíbe que faça propaganda

1

Maioria do tribunal votou pelo indeferimento do registro de candidatura

A maioria dos juízes do Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia (TRE-RO) votou com o relator do processo do pedido de registro de candidatura do senador Acir Gurgacz (PDT), juiz federal Flávio Fraga e Silva, que apresentou voto contrário ao deferimento de registro.

No mesmo voto, ele determinou que seja suspensa a propaganda eleitoral do candidato ao governo de Rondônia a partir desta segunda-feira.

O julgamento teve início às 16 horas e deve mudar o cenário eleitoral em Rondônia.

O juiz Paulo Rogério José votou com o relator, pelo indeferimento do registro de candidatura. Já o juiz Clênio Amorim divergiu. Em seguida votou Ilisir Bueno, também com o relator.

O juiz Paulo kiyochi Mori também votou pela aceitação do registro, e a juíza Rosemary Conceição garantiu a maioria pelo indeferimento.

Com isso, o senador está proibido de exibir sua propaganda eleitoral em rádios e TVs.

Próximos passos – A contar desta terça-feira (11), a defesa do Senador terá 3 dias para apresentar recurso, e terá que decidir se apresenta embargos de declaração ao próprio TRE e depois um recurso especial ao TSE. Porém, nenhum desses recursos tem efeito suspensivo.

Em nota, o senador afirma que vai manter candidatura. Veja abaixo:

Acir vai recorrer ao TSE para manter candidatura
O senador Acir Gurgacz (PDT-RO), candidato ao governo pela coligação Juntos por um novo tempo para Rondônia (PDT, PSB, PP, PR, PTB, PTB, SD, DC, PT e PTC) vai recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para manter sua candidatura, impugnada pelo Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia (TRE-RO) nesta segunda-feira, 10/09, por 4 votos a 2.
Acir considera que a decisão do TRE-RO não levou em consideração os recursos que ele apresentou no processo que responde no Supremo Tribunal Federal (STF) por desvio de finalidade num empréstimo feito pela empresa Eucatur de Manaus. 
“Em primeiro lugar, sou inocente – pois era apenas avalista de um empréstimo que foi quitado e liquidado pela empresa, com parecer de conformidade do banco. É bom lembrar que não havia dinheiro público envolvido. Confio na Justiça e creio que a decisão da primeira turma será revista no pleno do STF. Por outro lado, ao protocolar os recursos – os embargos infringentes e declaratórios, o processo fica em suspenso e estou com meus direitos políticos plenos – incluindo a elegibilidade, portanto, a decisão do TRE-RO deve ser revisada pelo TSE”, explica Acir.
Nesta segunda-feira, 10, Acir cumpriu agenda em Porto Velho, concedendo entrevistas para a Rádio CBN, TV Rondônia/Globo, TV Meridional/Band, SicTV/Record. O candidato manterá sua agenda e nessa terça-feira estará em Rolim de Moura, na Zona da Mata, numa caminhada pelas ruas centrais da cidade e visitas a empresas, associações e cooperativas.
Alan Alex
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

URGENTE: Relator nega deferimento de registro de candidatura de Gurgacz

Página anterior

Ibope: Em São Paulo, Bolsonaro mantém mesmo patamar de votos após ataque; Ciro e Alckmin subiram

Próximo artigo

1 comentário

  1. Vai perder mesmo, só as famílias dos taxistas e mototaxistas vão reprovar esse safado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também vai gostar