Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

População lota plenário da Câmara para assistir à votação de cassação

0

A Câmara de Vereadores de Porto Velho inicia, a partir das 14h (horário local) desta terça-feira (12), a votação que deve definir a cassação dos três vereadores investigados na Operação Apocalipse, em Rondônia. Com o plenário já lotado por participantes previamente cadastrados, Jair Montes (PTC), Cabo Anjos (PDT) e Pastor Delson (PRB), Eduardo Rodrigues e Marcelo Reis, ambos do PV, devem fazer a defesa por duas horas, cada um. Não há previsão para que a sessão seja encerrada.

Na segunda-feira (11) a Comissão Processante da Câmara que apurou as denúncias contra os cinco vereadores envolvidos em um esquema tráfico de drogas que financiava campanhas políticas concluiu o relatório. No documento com mais de 130 páginas a comissão afirmou que Jair Montes, Cabo Anjos, Pastor Delson, Eduardo Rodrigues e Marcelo Reis quebraram o decoro parlamentar, ou seja, expuseram de forma vexatória o parlamento municipal.

Com punições diferentes, Rodrigues sofrerá censura pública e Reis terá punição de suspensão do mandato e do salário por 30 dias. Nenhum dos investigados chegou à Câmara.

No plenário formado por cerca de 160 pessoas, a maioria está a favor dos vereadores. Um pequeno grupo pede a cassação dos envolvidos e desde as 6h desta terça-feira faz greve de fome para chamar a atenção da população.

Para o professor Jaderson Silva, que espera a cassação de Jair Montes, Cabo Anjos e Pastor Delson, há fortes indícios de que os vereadores têm envolvimento no crime. “Nós confiamos no poder da investigação”, afirmou Silva.

Cada vereador terá duas horas para se defender. A área no entorno do prédio da Câmara está isolada pela Secretaria Municipal de Trânsito e a Rua Belém, que dá acesso à Avenida Calama, este fechada. A Polícia Militar garante a segurança em frente ao prédio.

As informações são do G1

Comentários
Carregando