População se revolta com descaso do DER e fecha Estrada da Penal; videos

Poeira e tráfego intenso de carretas vem causando transtornos e acidentes

Porto Velho —  Cerca de 150 moradores da região da Estrada da Penal estão revoltados com o descaso do governo do Estado em relação ao tráfego de carretas na região devido a construção de dois portos privados em Cujubim. Os moradores exigem que o DER asfalte a estrada e implante sistemas de controle de velocidade para evitar poeira e acidentes.

A situação é crítica e é bom o Ministério Público e Tribunal de Contas ficarem atentos. Apenas asfaltar não vai resolver. A base de terraplanagem feita na Estrada da Penal, que é uma vicinal, não comporta o pesado tráfego de carretas atual. É necessário que seja feito um projeto de rodovia, do contrário o Estado vai jogar dinheiro público fora, para variar.

De acordo com um dos manifestantes, a situação está insustentável e as autoridades não tem dado importância. Ele afirmou ainda que desde 2011 que já existia um projeto para o asfaltamento, mas o “dinheiro sumiu” e agora eles exigem que a situação seja resolvida. Eles cobram ainda na pauta de reivindicações que sejam feitas as compensações sociais e ambientais devidas pelos portos.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário