Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Por lei, taxistas do DF só podem trabalhar de roupas sociais

0

Chapéus e camisas de times de futebol ou de cunho religioso ou político estão proibidos. Descumprimento da medida resulta em multa de R$ 175,67

Desde segunda-feira (18/7), os taxistas que operam o serviço no Distrito Federal terão que usar trajes formais durante o trabalho. A determinação, publicada no Diário Oficial do DF (DODF), vale tanto para os homens quanto para as mulheres e proíbe itens como chapéus e camisas de times de futebol. Na capital do país circulam, atualmente, 3,4 mil titulares de permissão para dirigir táxi e mais 2,4 mil motoristas auxiliares. A medida atinge todos.

A norma determina que os homens utilizem camisa social (de manga longa ou curta) ou camisa polo, todas sem estampas, manchas ou descolorações. A calça jeans é permitida, mas também deve ser lisa. Nos pés, estão autorizados apenas sapatos sociais e os chamados “sapatênis”.

Para as mulheres, o traje fica restrito à camisa social (também de manga longa ou curta) com o uso opcional de blazer, calça social ou jeans e saia ou vestido na altura dos joelhos – todos sem estampas. Sapato social, “sapatênis” ou sandália também estão permitidos.

No entanto, a formalização da medida não pegou os taxistas de surpresa. De acordo com a presidente do Sindicato dos Permissionários de Táxi e Motoristas Auxiliares do Distrito Federal (Sinpetaxi), Maria do Bonfim, os representantes da categoria já orientavam os profissionais nesse sentido. “A medida só dá legalidade ao que vem sendo cumprido. Os taxistas se anteciparam com relação a isso há cerca de dois anos”, declarou Maria.

O taxista José Inocêncio Pereira Neto (foto), de 53 anos, estava com o traje formal na manhã desta segunda. De camisa, calça e sapatos sociais, ele confirmou a informação dada pelo Sinpetaxi. “A gente sempre teve uma espécie de uniforme padrão. Há uma série de recomendações do sindicato para estarmos barbeados e bem vestidos”, disse.

Já Manoel Edilson Camilo, que não quis revelar a idade, estava com a roupa formal e usava um chapéu nesta manhã. Questionado sobre a medida que entrou em vigor, afirmou apenas que sabe “há muitos anos que só pode usar chapéu com autorização”. “Uso para me proteger do sol, mas na hora de atender os passageiros, sempre tiro”, garantiu. “O taxista tem que estar bem vestido mesmo, só falta agora o terno e a gravata”, brincou.

Em nota, a Secretaria de Mobilidade informou que a ordem de serviço flexibiliza uma determinação anterior, que não permitia aos motoristas de táxi o uso de camisas tipo polo e calças jeans durante a semana. “A medida, que visa abaixar o custo do serviço para os taxistas, foi tomada após prévia consulta à categoria. A determinação é para que a aplicação seja imediata e, em caso de descumprimento, o motorista será multado em R$ 175,67”, completou a pasta.

A informação é do Metropoles

Comentários
Carregando