fbpx
Por matar e estuprar jovem grávida, homem é condenado a 26 anos de prisão em RO

Em Ji-Paraná, nesta terça-feira aconteceu o julgamento de Jeferson Adriano Xavier, 28 anos, preso em janeiro de 2015 após confessar ter violentado e assassinado friamente a jovem Talyta dos Santos Ferreira, de 19 anos, que estava grávida de seis meses.

Durante o Tribunal de Júri, Jeferson negou ter asfixiado a jovem. Ele assumiu que atacou a vítima com o capacete porque ela se negou a fazer sexo. Disse ainda que achou que Talyta estava morta e por isso a deixou no local. Porém a perícia constatou que a vítima foi morta asfixiada com a própria calça que usava naquele dia.

Após a defesa e a acusação confrontam suas teses, acabou prevalecendo a do Ministério Público que pediu a condenação do réu pelos crimes de homicídio, tentativa de

Talyta dos Santos Ferreira tinha 19 anos
Talyta dos Santos Ferreira tinha 19 anos e estava grávida de 6 meses

estupro, aborto e ocultação de cadáver.

Jeferson Adriano Xavier foi condenado a 26 anos e 8 meses de reclusão a serem cumpridos em regime fechado.

O caso

Em 29 de janeiro de 2015 a polícia civil em Ji-Paraná encontrou o corpo da jovem Talyta dos Santos Ferreira, 19 anos, que estava sumida desde o dia 11. Os restos mortais dela foram encontrados em um matagal, às margens do Anel Viário, próximo ao Rio Urupá. O assassino confesso foi preso. Jeferson Adriano Xavier Alves, 27 anos, disse aos policiais que mantinha uma relação amorosa com a vítima, que seria ainda namorada de um amigo seu. O criminoso explicou que estava drogado e havia bebido bastante. Esse amigo teria pedido que levasse a jovem até um balneário. Os dois decidiram transar, mas Jeferson afirmou que não teve ereção e surtou, matando a jovem, que estava grávida.

Durante vários dias de intensas investigações, a equipe do Sevic da 1ª DP chegou até o suspeito. No depoimento, Jeferson entrou em várias contradições e acabou sendo desmascarado.

Segundo declarações do próprio assassino, já há algum tempo, mantinha um caso amoroso com a vítima e na noite do dia 11 de Janeiro, o amigo pediu para que levasse a jovem até ao Balneário Monte Castelo. Ao chegar ao balneário, resolveram ir até ao Anel Viário, onde iriam manter relações sexuais.

Jeferson ainda contou que ficaram despidos, mas não conseguiu ter ereção, devido a grande quantidade de drogas que havia usado naquela noite. Então, totalmente irado, começou a golpear a jovem com o capacete. Após ter a certeza que a matou, Jeferson saiu do local e foi para sua casa.

Com informações do Rondoniagora

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta