Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Por que seus ex-namorados têm muito em comum, segundo a ciência

0

Novo estudo revela que escolhemos parceiros com características físicas e psicológicas parecidas para nos relacionar, de maneira voluntária e involuntária.

O que os seus ex-namorados têm em comum? Segundo um estudo publicado no periódico Journal of Personality and Social Psychology este mês, muitas coisas. Conduzida por cientistas da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, a pesquisa revela que escolhemos pessoas com características parecidas para nos relacionar. Ao analisar mais de 1.000 relacionamentos atuais e passados de casais heterossexuais, os pesquisadores perceberam que os parceiros e ex-parceiros costumavam compartilhar traços físicos e de personalidade.

Segundo o psicólogo Paul Eastwick, líder da equipe, o estudo se diferencia dos anteriores, pois analisa os diferentes relacionamentos dos entrevistados ao longo do tempo. Ele afirma que as pessoas apresentam preferência por “tipos” de parceiros específicos – porém, nem sempre pelo motivo que imaginam. “Às vezes, isso reflete seus desejos pessoais e, às vezes, o lugar em que você vive”, afirma em comunicado.

Beleza e personalidade

Quando se trata de atributos visíveis, Eastwick explica que indivíduos atraentes costumam seduzir parceiros atraentes também, mesmo em relações casuais. Além de uma preferência estética, é um mecanismo evolutivo. Mas há escolhas de dependem dos lugares onde as pessoas moram, estudam e trabalham, a exemplo de escolaridade e religião. Para o cientista, nesse caso a afinidade acontece por uma mera questão de convivência, não por uma seleção ativa.

Ao analisar uma pesquisa sobre ex-parceiros de jovens adultos de diferentes escolas dos Estados Unidos, os pesquisadores constataram que os ex-namorados tinham padrões semelhantes de educação, religiosidade e inteligência. “A similaridade dependia inteiramente da escola em que a pessoa estudava. Os jovens não eram mais ou menos propícios a selecionar parceiros educados, inteligentes ou religiosos.”

Fonte veja.com

Comentários
Carregando