Por telefone, golpista tenta extorquir familiares de internados em UTI

Pelo menos seis pessoas com parentes internados na UTI de Vilhena compareceram ao Hospital Regional no final da manhã desta terça-feira, 29, desesperadas, após receberem ligações de um homem que se identificava como médico e que pedia depósitos em contas bancárias, supostamente para pagar exames.
Um jornal local conversou com duas pessoas que receberam ligações do que parece ser um estelionatário. Um deles é Claudemir Costa, que tem um cunhado internado há duas semanas na UTI e que foi orientado a fazer o depósito para pagar a ultrassonografia do paciente. O doente, que caiu de um telhado e sofreu traumatismo craniano, é da cidade de Colorado do Oeste.

O outro entrevistado é um vendedor, cuja mãe deu entrada no HR com problemas relacionados à diabetes. O filho da idosa também foi contactado e entrou em desespero quando o autor da chamada, que se dizia médico, exigia um depósito de R$ 2.400. “Ele falava que estava realizando os exames numa clínica de Vilhena”, revela a vítima, que não executou o procedimento bancário.

O jornal atendeu uma das ligações e conversou com o golpista. Usando termos médicos de forma bastante eloqüente, o homem explicava a urgência dos exames e exigia o pagamento: “A vida da paciente está em suas mãos agora”, disse ao repórter, que se passou por filho da mulher internada.

De acordo com as próprias vítimas da audaciosa abordagem, uma falha de comunicação no próprio Regional pode ter facilitado as tentativas de golpe. Uma pessoa ligou para a unidade, dizendo-se médico do Hospital de Base, de Porto Velho, e pediu os dados dos que estavam na UTI. O médico, de boa fé, teria fornecido não apenas o nome, mas também os números de contato dos pacientes.

 

Fonte: Folha do Sul Online

News Reporter
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta