Prédio de 24 andares desaba após incêndio no Centro de SP

Moradores relatam que fogo começou por volta das 1h30 desta terça-feira (1). Quase 200 homens dos bombeiros trabalham no combate às chamas e no resgate

Um prédio de 24 andares desabou durante um incêndio no Largo do Paissandu, na região da República, Centro de São Paulo, na madrugada desta terça-feira (1). O incêndio começou no 5º andar e se espalhou rapidamente. Segundo a Defesa Civil, cerca de 50 famílias viviam no local.

Um homem era resgatado quando o prédio desabou (veja vídeo abaixo); ele não foi mais localizado
Fogo atingiu outros dois prédios vizinhos
Desabamento destruiu grande parte da Igreja Luterana
Defesa Civil diz que 50 famílias viveriam no local; não há balanço de feridos ou vítimas
Região está isolada e há interdições no trânsito nas imediações do Largo do Paissandu
O incêndio começou por volta das 1h30. O prédio que desabou foi uma antiga sede da Polícia Federal e atualmente abrigava uma ocupação irregular, de acordo com a Polícia Militar.

O coronel Max Mena, do Corpo de Bombeiros, contou que o homem que caiu quando o prédio desabou já estava com equipamento de segurança. Ele não foi mais localizado. Os bombeiros chegaram a dizer que ainda que havia possibilidade de que três pessoas estivessem desaparecidas, mas não foi divulgado um balanço oficial.

Durante a madrugada, os bombeiros chegaram a afirmar que o homem que caiu era considerado morto, mas pela manhã esclareceram que buscas serão feitas. “A experiência diz não é fácil encontrar alguém com vida”, comentou o capitão Marcos Palumbo, porta-voz do Corpo de Bombeiros em São Paulo.

O Corpo de Bombeiros faz um mapeamento da área para iniciar a retirada dos escombros. Segundo o tenente André Elias, o segundo prédio atingido pelo fogo não corre risco de desabamento e todos os moradores já foram retirados do local.

Vizinhos ao prédio atingido inicialmente pelo fogo foram orientados a deixarem os imóveis. “Tinha chegado em casa, estava me preparando para tomar banho e a vizinha veio falando para todo mundo descer. No que a gente desceu, metade do meu prédio já estava na rua, tinha galera pulando, muito triste. A gente achou que o fogo fosse terminar assim que os bombeiros chegassem”, contou Victor Hinckel, morador de um dos edifícios da região.

Há interdições no trânsito entre a Avenida Rio Branco e a Rua Antônio de Godói, na região central. Segundo os bombeiros, são mais de 160 homens trabalhando no combate às chamas e 57 viaturas estão no local. Um helicóptero também ajuda na ocorrência. Equipes do Samu, da Defesa Civil, da Companhia de Engenharia de Tráfego e da Polícia Militar trabalham no local.

G1/ Vídeo Júlio Gomes / Youtube

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário