Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Prefeito de Cabixi é acusado de perseguir servidores

0

A denúncia foi feita pelo presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Cabixi (SISMUC), Adilson Fagundes, segundo release enviado aos canais de comunicação pelo Estado, Servidores municipais de Cabixi entraram com ação na justiça para reivindicar seus direitos trabalhistas e estariam sendo vítimas de perseguição pelo prefeito Izael Dias(PTB).

A Ação na justiça  trata de uma cobrança por horas extras que os servidores são forçados a fazer e não recebem por isso. “Eles estão sendo obrigados a cumprir carga horária acima da permitida por Lei, os servidores dos postos de saúde dos distritos de Estrela do Oeste e Planalto São Luis vêm cumprindo uma carga horária de 360 horas mensais, enquanto que o Plano de Carreiras, Cargos e Salários (PCCS), vigente determina que o servidor cumpra uma carga horário de 30 horas semanais e no mínimo 120 horas mensais”.

Segundo ele, após alguns servidores entrarem na justiça, o prefeito Izael Dias Moreira passou a perseguir estes servidores, diminuindo a carga horária para 150 horas semanais. “Depois da ação, os servidores foram colocados para trabalhar dia sim, dia não, em um regime de plantão de 10 horas diárias, tirando o adicional noturno dos servidores sem dó nem piedade. Isso, sem pensar que estes servidores são pais de família, que têm filhos para sustentar e tudo que é cortado do salário faz falta. Mesmo assim, o mais absurdo é que neste novo horário não existe nem horário de almoço, sendo obrigados a trabalhar das 07h00 às 17h00, isso sem horário de refeição (a prefeitura não fornece refeição). O pior é que a noite a população dos distritos ficam sem atendimento, ou será que este novo horário só esta valendo para quem entrou na justiça?”, questionou Fagundes.

 

 

Comentários
Carregando