fbpx

O prefeito de Pimenta Bueno, Jean Mendonça (PTB) gosta de gastar, e muito. Por conta disso, recebeu na semana passada um alerta do Tribunal de Contas do Estado para “pisar no freio” em relação as despesas com pessoal. Mendonça vem torrando com a folha de pagamento, R$ R$ 31.125.163,09, o que representa 51,78% da receita do município.

Segundo o TCE, a Prefeitura de Pimenta Bueno, no 1º quadrimestre de 2015, ultrapassou o limite prudencial de 95% do percentual máximo legal admitido pela lei para gastos com pessoal do poder executivo.

Por isso, o prefeito está proibido de realizar quaisquer dos atos enumerados no artigo 22, incisos I a V, do parágrafo único da LC nº 101/2000, com vistas a evitar o cometimento de impropriedades em sua gestão fiscal, como concessão de vantagem, aumento, reajuste ou adequação de remuneração, criação de cargo, emprego ou função, alteração de estrutura de carreira que implique aumento de despesa, entre outras.

Pimenta Bueno é um município com pouco mais de 37 mil habitantes, o que mostra que os servidores da municipalidade ganham muito bem por lá.

PAINEL POLÍTICO acha que o prefeito poderia cortar despesas, a começar reduzindo o próprio salário e de seus secretários. Isso é prudência, já que a maré não está para peixe, e vai piorar…

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta