Presidente da Argentina vai ser operada nesta terça

In Internacional
Espalhe essa informação

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, vai ser operada na manhã desta terça-feira (7) de um hematoma subdural (acúmulo de sangue na cabeça), anunciaram seus médicos nesta segunda.
Cristina foi internada nesta segunda para ser submetida a exames cardiovasculares pré-cirúrgicos, após sentir um formigamento no braço esquerdo, acrescentaram os médicos.

“A presidente apresentou no domingo um formigamento em seu braço esquerdo (…) registrando uma transitória e leve perda de força muscular em seu membro superior. É indicada a intervenção cirúrgica que consiste na retirada do hematoma”, indicou a Fundação Favaloro.
O estado de saúde da presidente gera preocupação e especulações no país.
O hematoma vai manter a combativa líder, de 60 anos, fora de ação durante um mês, faltando apenas três semanas para a eleição legislativa de meio de mandato, em 27 de outubro, a qual vai determinar quanto poder no Congresso ela terá nos dois últimos anos no governo.
O vice-presidente Amado Boudou antecipou durante o fim de semana o retorno de uma viagem ao Brasil e à França e assumiu a Presidência, mas apenas formalmente, de acordo com a fonte, segundo a qual Cristina permanece no comando.

Segundo o porta-voz presidencial, o estado da presidente pode ser resultado de uma queda sofrida em agosto, embora na ocasião ela tenha sido liberada pelos médicos.
Cristina, conhecida por acompanhar de perto o trabalho de seu gabinete, pode ter dificuldades para se manter distante durante um período politicamente sensível para a Argentina, a terceira maior economia da América Latina.
Além disso, o seu governo está no auge de uma batalha em tribunais dos Estados Unidos sobre a crise do calote da dívida argentina, um caso do qual ela gosta de falar publicamente.
Pesquisas recentes indicaram que o governo pode perder o controle do Congresso na eleição de meio de mandato, um resultado que tiraria de Cristina a oportunidade de fazer uma reforma constitucional que lhe permitiria disputar um terceiro mandato em 2015.
Reeleita em 2011 com base na promessa de elevar o papel do governo na economia, a presidente tem dito que não pensa em um terceiro mandato. Mas persistem as especulações de que seus partidários querem emendar a Constituição para que ela possa concorrer novamente.
Cristina foi eleita pela primeira vez em 2007, quando a Argentina se recuperava do catastrófico calote da dívida em 2002.
Suas políticas comerciais protecionistas, controles cambiais e de nacionalização das principais companhias aérea e de petróleo e do sistema de previdência privada mantiveram a Argentina como um pária dos mercados internacionais.

 

Fonte: G1

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!

You may also read!

Torcedor fanático tatua camisa do Flamengo em tamanho real

Torcedor fanático tatua camisa do Flamengo em tamanho real

Espalhe essa informação Identificado como Maurício, o morador de Joinville (SC) passará por 15 sessões para terminar o trabalho.

Read More...
Documentos da Odebrecht guardados na Suíça chegam ao Brasil

Documentos da Odebrecht guardados na Suíça chegam ao Brasil

Espalhe essa informação Segundo delatores e investigadores, o servidor traz registros de pagamentos para a campanha de Dilma Rousseff

Read More...
Passageira com bebê no colo é agredida por comissário da American Airlines dentro de avião; vídeo

Passageira com bebê no colo é agredida por comissário da American Airlines dentro de avião; vídeo

Espalhe essa informação O funcionário da American Airlines também chamou um outro passageiro para a briga. A companhia diz

Read More...

Deixe uma resposta

Mobile Sliding Menu