Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Presidente da Câmara de Jaru, preso por tentativa de extorsão, já está solto

0

Preso em flagrante na última quarta-feira o presidente da Câmara Municipal de Jaru, Valdecir Cesco Orlandini (PSB) foi solto na noite de sexta-feira por ordem do desembargador Walter Waltenberg Silva Júnior, da 2ª Câmara Especial do Tribunal de Justiça de Rondônia, atendendo pedido de liminar em Habeas Corpus apresentado pela defesa do político.

Valdecir Cesco Orlandini foi preso pela Polícia Civil após supostamente ter exigido propina da prefeita Sônia Cordeiro, em investigações que iniciaram há cerca de um mês. Quando foi flagranteado ele acabara de se reunir com o secretário de Governo do Município, Valdir de Jesus, onde teria recebido R$ 5.500.

De acordo com a Polícia Civil, a prefeita procurou as autoridades para denunciar as pressões que estavam sendo realizadas pelo vereador. O delegado Eliseu Muller, diretor de Polícia do interior, que resumiu o caso: ele queria R$ 20 mil por mês, retroativo ao começo do ano para derrubar 3 CPIs e exigia ainda a extinção de uma multa em um loteamento, provavelmente irregular na cidade e um mensalinho a partir de agora de R$ 10 mil. “Os policiais começaram a trabalhar no caso, que hoje culminou com a prisão do vereador por corrupção”, disse.

Na quarta-feira, a Polícia o gravou dentro do carro, mas o presidente da Câmara parece ter percebido a situação e saiu do veículo. Ele foi seguido e abordado após deixar o carro. Foi forçado a retornar e abrir o veículo, onde os policiais constataram a existência do dinheiro. “No meu carro não tem nada”, disse. Ao ser confrontado com o pacote ainda disse. “Eu não sei Fi..”

Ainda de acordo com delegado Eliseu Muller, que ouviu os relatos da operação do delegado Renato Morari, as pressões eram realizadas pelo vereador diretamente com a prefeita Sônia. Comandou a ação policial o delegado Salomão Matos.

Com informações do Rondoniagora

Comentários
Carregando