Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Presidente da FIERO responsabiliza antecessor por compra “suspeita”, e não explica indicação para CNI

Entidade que representa "indústrias" de Rondônia comprou casa com preço acima da média e abandonou a obra

0

Em novembro de 2015, PAINEL POLÍTICO revelou com exclusividade que a Federação das Indústrias de Rondônia – FIERO (aquela que não tem industriais) comprou por R$ 2 milhões uma casa que estava à venda, há anos, por R$ 1,2 milhão. O imóvel pertencia ao empresário Antônio Silva onde ele residiu por décadas e seria construída a sede da FIERO, que ocupa um prédio alugado.

Na época, falava-se em gastar pelo menos mais R$ 1,5 milhão na reforma e após a publicação de PAINEL POLÍTICO, o arquiteto Marcelo Thomé, atualmente presidente da FIERO, declarou que estava “doando” o projeto de reforma.

Nesta segunda-feira, Paulo Andreoli, do Rondoniavivo divulgou em sua coluna que Marcelo Thomé, ao ser questionado sobre a compra do imóvel que está abandonado, alegou que “a culpa é de Dênis Baú”, sem dar maiores detalhes sobre os bastidores da compra.

O curioso é que Baú integra desde 2013 o Conselho executivo da Confederação Nacional da Indústria, cargo este que é indicação da FIERO, ou seja, se Marcelo Thomé quisesse, de fato salvar o quase nada que resta da reputação da FIERO teria “limpado” a diretoria, coisa que não fez.

Composição atual da CNI

A Fiero, além de não ter industriais em seu quadro, tem uma diretoria composta por empresários cujas empresas são minúsculas, como a do próprio Thomé, que não tem mais de 6 funcionários e sindicatos que só existem no papel. Mas os gordos salários compensam. Por enquanto, se sabe que a FIERO só tem servido mesmo para isso, manter a turma bem remunerada.

Quer saber mais sobre Denis Bau e Fiero? Olha a reportagem especial que a revista PAINEL POLÍTICO produziu:

Comentários
Carregando