Preso suspeito de atirar em rainha da bateria durante assalto em Cachoeirinha

A polícia prendeu na manhã desta segunda-feira (5) um homem de 19 anos, suspeito de ter matado Paola Serpa Severo, rainha da escola de samba Imperatriz Dona Leopoldina, durante um assalto em 16 de fevereiro deste ano.

O suspeito foi preso por agentes da 2ª DP de Cachoeirinha, na Região Metropolitana de Porto Alegre, cidade onde Paola foi morta. O homem estava foragido desde abril quando foi identificado pela polícia, e teve a prisão decretada pela Justiça.

Um outro suspeito de ter participado do crime já havia sido preso pela polícia do Paraná na cidade de Guaíra.

Conforme a polícia gaúcha, no entanto, o homem preso na manhã desta segunda foi o responsável pelos disparos.

Paola foi encontrada baleada dentro do carro que dirigia, na Avenida Obedy Cândido Vieira, em Cachoeirinha. Ela aguardava a filha sair de uma aula de música.

Imagens de câmeras de segurança obtidas pela polícia mostram o momento em que um homem chega a pé e aborda Paola, e depois tenta tirá-la do veículo. Em seguida ele acaba atirando.

Em 2016, Paola assumiu o posto de rainha de bateria da Imperatriz Dona Leopoldina e se consagrou campeã com a escola. Em 2017, a filha dela, de sete anos, desfilou em seu lugar.

Suspeito preso pela polícia em Cachoeirinha (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Suspeito preso pela polícia em Cachoeirinha (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Fonte: g1/rs

Deixe uma resposta