Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Primeiro Aeroporto privado do Brasil e da América de Sul

0

Um empreendimento do setor aeronáutico que está sendo construído em Caçapava, deve gerar pelo menos 30 mil vagas diretas e indiretas de emprego até 2015. A primeira etapa da obra, um aeroporto, deve ser inaugurado no próximo mês de maio para atender o público da aviação executiva durante a Copa do Mundo, em 2014.

Com um investimento de R$ 230 milhões, o local terá 124 lotes aeronáuticos, 181 lotes industriais e comerciais, com acesso direto à pista do aeroporto, que será terminal de cargas e passageiros. Segundo a construtora, 30% dos 305 lotes estão vendidos e serão entregues no fim de 2014 – o metro quadrado é vendido a R$ 600. O empreendimento fica às margens da rodovia Carvalho Pinto (SP-70) e a quatro quilômetros de distância da Via Dutra.

De acordo com o proprietário do empreendimento, Rogério Penido, o local tem atraído empresas diversas. “De aeronáutica, construção, serviços de todos os tipos, farmacêuticos, restaurantes, hotéis, revisões de aeronaves, táxi aéreo”, afirmou.

Serão mais de 2 mil contratações até o fim deste ano para a parte de construção civil.

O Aerovale prevê R$ 10 bilhões em negócios e 50 mil empregos, segundo Rogério Penido a expectativa é atender toda a operação de aviação executiva para a Copa do Mundo, entre cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais. O volume de negócios projetado pelo empresário é superlativo. Serão três fases: loteamento (atual), construção e operação completa, alcançando R$ 10 bilhões.

“Vai dobrar Caçapava”, diz Penido, citando a estimativa de gerar 50 mil empregos.

O Aerovale, antes chamado de CEA (Centro Empresarial Aeroespacial), é uma mistura de condomínio empresarial, comercial e de serviços com um mega-empreendimento aeronáutico, que inclui torre de controle e uma pista de 1.550 metros de extensão e 30m de largura.

100% privado e capaz de receber até um A320, avião da Airbus para 180 passageiros, o Aerovale só pode ser idealizado a partir de um Decreto da Presidente Dilma Rousseff, em que autoriza aeroportos privados receberem voos comerciais.

As vendas iniciaram em 10 de julho deste ano, com 70 lotes já comercializados. O preço é de R$ 1.400 o metro quadrado para lotes aeronáuticos e R$ 600 o m² para os lotes industriais e comerciais.

Segundo Penido, a construtora que leva o sobrenome da família vai financiar a compra em até 60 meses, com 30% de entrada.
A financeira Sicredi também entrou no negócio para financiar em até 84 meses, com juros mais baixos.

A ideia é fazer prédios corporativos, com área de até 2.000 m² e um centro de convenção de 2.000 lugares. A pista vai ser explorada comercialmente.
Antes de ver subir o primeiro avião no Aerovale, ele já faz planos para levar o modelo de empreendimento, que é único na América Latina, para outros lugares do país. Quatro cidades estão sendo avaliadas.
Empresa cria táxi-aéreo para SP
São José dos Campos

A fixação de empresas no empreendimento Aerovale, que está sendo construído em Caçapava, deve seguir a projeção de 90% de empreendimentos do Estado de São Paulo e 10% de fora dele, incluindo do estrangeiro.

Buscando diversificar o negócio, Penido também esta construindo um heliporto no local que começou operar, em setembro, um taxi aéreo de helicóptero entre São José e São Paulo.

Comprou duas aeronaves, por US$ 6,6 milhões, e cobrará R$ 760 de ida e volta na viagem para a capital, que deve durar 20 minutos.

Comentários
Carregando