Primeiro ato do novo chefe do MP de Minas foi trocar promotores do caso Mariana

Antônio Sérgio Tonet removeu promotores que investigavam rompimento da barragem do Fundão

Brasília – O jornal Folha de São Paulo revela que o novo Procurador Geral de Justiça de Minas Gerais, Antônio Sérgio Tonet, que tomou posse no último dia 5, removeu, de uma canetada só, os três promotores responsáveis pela condução das investigações sobre o rompimento da barragem do Fundão, que causou a tragédia de Mariana, em 5 de novembro de 2015 causando pelo menos 20 mortes e deixando centenas de famílias desabrigadas.

A decisão, que de acordo com o jornal não obedece a nenhum critério técnico, removeu os promotores Mauro Ellovich, Carlos Eduardo Ferreira Pinto e Marcos Paulo de Souza Miranda para suas comarcas de origem, Igarapé, Ribeirão das Neves e Santa Luzia. O jornal cita como fonte um promotor que não quis se identificar, que as transferências se deram pelo fato deles não concordarem com a volta das atividades da Samarco ao Estado até que todas as licenças ambientais estejam esclarecidas.

Para os moradores atingidos pela lama da barragem, essa mudança é um retrocesso, “e uma das piores coisas que poderia ter acontecido”.

Mas o governador Fernando Pimentel (PT) ao que tudo indica não está muito preocupado com isso. Pouco antes da posse de Tonet, que aconteceu na segunda-feira, ele enviou à Assembleia Legislativa de Minas um pedido de aprovação de calamidade financeira e um dos argumentos foi a queda de receita, principalmente no setor de mineração.

A Samarco foi procurada pelo jornal paulista mas não se manifestou. Antônio Sérgio Tonet foi o segundo votado na lista tríplice que não foi respeitada. O governador se utilizou de uma lei de 2008 para justificar a nomeação.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta