Procurado pela operação ponto final se entrega à Polícia Federal no Rio

Apontado pelo Ministério Público Federal (MPF) como um dos operadores financeiros do esquema de corrupção no setor de transportes do estado, Márcio Marques Pereira Miranda se entregou às autoridades na tarde desta segunda-feira (3). Ele, que teve a prisão preventiva decretada pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Criminal Federal do Rio, se apresentou na sede da Superintendência da Polícia Federal, na Praça Mauá, Zona Portuária do Rio.

Márcio Miranda foi funcionário até 2014 da transportadora de valores Prosegur, que segundo as investigações da operação Ponto Final, deflagrada nesta segunda, funcionava como uma espécie de “banco informal” da quadrilha. De acordo com as investigações da Ponto Final, foram rastreados R$ 260 milhões em propina pagos pelos investigados a políticos do estado.

Em seus depoimentos ao MPF, os delatores do esquema, Álvaro Novis e Edimar Dantas, apontaram Miranda como intermediador dos repasses de propinas aos envolvidos no esquema, entre eles o ex-governador do RJ, Sérgio Cabral, e o ex-presidente do Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) Rogério Onofre, que também foi preso.

Miranda é o 11º preso na ação – dos 12 mandados de prisão expedidos, apenas o conselheiro da Fetranspor José Carlos Reis Lavoura não foi localizado. Ele está em Portugal, o que levou a Polícia Federal a acionar a Interpol para sua captura.

Fonte: g1.com

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta