fbpx
Programa Ciência sem Fronteiras será congelado por falta de recursos

Os brasileiros aprovados no último edital não foram afetados e começarão o programa normalmente este ano

O Governo Federal congelou o Programa Ciência Sem Fronteiras e não oferecerá novas bolsas por tempo indeterminado. O motivo é a falta de recursos financeiros para a manutenção do programa, que financia integralmente os estudos de brasileiros no exterior. As informações [su_frame align=”right”] [/su_frame]são da Folha de São Paulo.

O governo Dilma Roussef enviou ao Congresso um Orçamento com déficit em 2016. De acordo com a Folha, o dinheiro destinado ao programa em 2016 (R$2,1 bilhões) será suficiente apenas para manter os estudantes que já estão no exterior. Os brasileiros aprovados no último edital não foram afetados e começarão o programa normalmente este ano.

No fim de junho, o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, havia afirmado que um novo edital seria aberto ainda esse ano. “Nós vamos abrir um edital, provavelmente no final do ano. E vamos, de fato, estudar que mudanças podem ser feitas. Mas, por enquanto, não temos nada definido”, contou em entrevista à Agência Brasil. O ministro e o MEC ainda não se manifestaram sobre o congelamento.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta