Proibida de andar com “más companhias”, menina de 13 anos foge de casa e família está desesperada

Segundo mãe, adolescente apresentava comportamento rebelde nos últimos dias. Ela, inclusive, fez uma tatuagem sem autorização da família: ‘Estou arrasada’

Um casal procura pela filha, de 13 anos, que fugiu de casa enquanto a família dormia, no Setor São José, em Goiânia. Segundo eles, a estudante Beatriz da Silva pulou o muro da residência e desapareceu na madrugada de sábado (2). Desde então, não houve mais notícias da garota. A mãe dela, a dona de casa Eliane da Silva, disse que nos últimos dias, a adolescente apresentava comportamentos rebeldes e estava envolvida com “más companhias”.

Ainda de acordo com a mãe, uma ocorrência na polícia deve ser registrada na tarde desta segunda-feira (4). Parentes e também já fizeram buscas por conta própria na região e visitaram amigos dela, mas até agora não sabem do seu paradeiro.

A dona de casa revelou que Beatriz sempre foi uma garota tranquila e obediente, mas recentemente, se aproximou de pessoas que a família proibia. Algumas delas, sublinha, colegas de escolas e moradores vizinhos que são usuários de drogas.

Diante da situação, os pais começaram a proibir certas companhias. Inclusive, para Eliane, esse foi um dos fatos que motivaram a fuga.

“Ela não queria mais estudar, estava faltando aula, acho que queria curtir a vida lá fora e ficou chateada com o que fizemos. Acho que ela se envolveu com más companhias, está muito rebelde”, lamenta.

Tatuagem

Outro ponto que dificultou ainda mais a relação de Beatriz com os pais foi o fato dela ter feito uma tatuagem sem a autorização deles. Trata-se de uma flor na perna, desenhada há exatamente uma semana.

“Nós, inclusive, fomos até a delegacia para registrar uma ocorrência contra o tatuador por lesão corporal, uma vez que ela não podia ser tatuada com 13 anos sem a autorização dos responsáveis”, explica.

Eliane diz que a filha aproveitou o momento em que todos estavam dormindo, colocou algumas peças de roupa em uma mala e usou uma cadeira para poder pular o muro da residência. Ela acredita ainda que havia outras pessoas já a esperando do lado de fora.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta