Legislativo

Projeto do deputado Léo Moraes institui a tradução em linguagem de sinais

Projeto do deputado Léo Moraes institui a tradução em linguagem de sinais

Sessões Oficiais, reuniões das Comissões Permanentes e Audiências Públicas da

O Projeto de Resolução 103/2017, de autoria do deputado Léo Moraes (PTB), foi aprovado e agora aguarda regulamentação da Mesa Diretora nos próximos 30 dias para instituir a obrigatoriedade da tradução simultânea em Língua Brasileira de Sinais (Libras) das sessões plenárias oficiais, reuniões das Comissões Permanentes e Audiências Públicas, na Assembleia Legislativa.

O objetivo da matéria, segundo o parlamentar, é o de assegurar a compreensão das reuniões pelos portadores de deficiência auditiva. Desta forma, fica autorizada a Secretaria de Comunicação da Assembleia Legislativa autorizada a implementar o serviço, promovendo, dentro das normas legais, a contratação de profissionais especializados na área exigida, bem como outras providências cabíveis.

Léo Moraes diz que o projeto está em consonância com as Leis Federais 10.098/00 e 10.436/02, que regulamentam o acesso ao sistema de comunicação e sinalização, estabelece o que deve ser garantido, por parte do poder público em geral e empresas concessionárias de serviços públicos, formas institucionalizadas de apoiar uso de difusão da Libras como meio de comunicação objetiva e de utilização corrente das comunidades surdas.

O deputado Léo Moraes finalizou afirmando que a Assembleia Legislativa sempre primou pela garantia dos direitos dos portadores de deficiência auditiva, “sendo editadas nesta Casa diversas leis que os beneficiam e busca promover o acesso à informação e aos direitos de todos independentemente de sua condição física ou social”.

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!
Next article Fachin diz que gravações de delator da JBS não são ilegais
Previous article Audiência pública discutirá Reforma Política e implantação de lista fechada no Brasil

Related posts

0 Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Você pode ser o primeiro a comentar esta postagem postar comentário!

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta