Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Projeto piloto desenvolvido em Ouro Preto do Oeste é referência no país

0

A informação é da farmacêutica e idealizadora do projeto Feridas em Mãos Solidárias, Jozilene de Camargo. Inaugurado recentemente no município de Ouro Preto do Oeste, o trabalho de diversos profissionais da saúde que já tem apresentado resultados positivos é fruto de uma parceria com o deputado estadual Jaques Testoni (PSD) e do prefeito Alex Testoni (PSD).

Atualmente, 175 pessoas estão cadastradas e recebem atendimento na rede pública do município para tratamento de feridas agudas, crônicas e úlceras de pressão. Cinco pessoas já tiveram alta e alcançaram a cura das lesões. De acordo com Jozilene, a capacidade de atendimento, neste momento é de até 250 pacientes. “A expectativa é dobrar o número de atendimentos a partir do momento que o Centro de Tratamento for construído”, acrescenta.

O polo de tratamento que será construído em 2014 poderá atender toda a demanda do município e das cidades vizinhas, uma vez que haverá estrutura para receber os pacientes. “Hoje atendemos pacientes de Urupá, Teixeirópolis, Ji-Paraná, Vale do Paraíso, distrito de Rondominas, Nova União, Mirante da Serra e Jaru”, explica Jozilene.

Jaques Testoni acredita que a implantação do projeto e a viabilização do atendimento à população poderão minimizar os impactos na vida das pessoas que convivem com essas feridas há anos e não tinham nenhuma expectativa de alcançar a cura. “O projeto é fantástico. Seria impossível não ficar sensibilizado e garantir a implantação do programa e atender essas pessoas. São pacientes de baixa renda que não possuem condições. Estamos buscando proporcionar um pouco mais de conforto aos pacientes”, relata o parlamentar.

Pesquisa

A farmacêutica explica que, após dois anos de estudo sobre o processo de cicatrização de feridas em pacientes de variadas patologias ou agentes externos (como acidentes de trânsito) o Ministério da Saúde em parceria com a Sociedade Brasileira de Enfermagem em Feridas e Estética (Sobenfee) criou um grupo técnico para ampliar o projeto para outras regiões, uma vez que tem alcançado resultados positivos.
O tema tem sido apresentado como referência de tratamento também em congressos da área da saúde tanto no Brasil quanto em outros países como Espanha e Uruguai através da Sobenfee.

Em novembro, o Projeto Feridas em Mãos Solidárias será apresentado em João Pessoa (PB) na abertura do Congresso Brasileiro de Tratamento de Feridas além das Fronteiras.

Motivada para fazer a diferença na vida das pessoas, Jozilene explica que os pacientes de feridas crônicas também tem direitos para serem garantidos. “É uma questão de ajudar o próximo e de política pública voltada para pessoas que passam anos com feridas. Tenho pacientes com lesões de grandes dimensões. Eles também merecem nosso respeito com um atendimento digno que só foi possível porque o deputado e o prefeito acreditaram e a responsabilidade social da Sobenfee também é muito grande”, avalia.

Para mais informações, cadastramento para tratamento, os interessados podem entrar em contato através do telefone (69) 9252-9910.

Comentários
Carregando