fbpx
Promessa de Wi-Fi gratuito que circula pelo WhatsApp é golpe; 1 milhão já caiu

Tudo começa com o recebimento da mensagem de um contato conhecido ou de algum grupo com o link para o falso convite que daria acesso gratuito a qualquer Wi-Fi

Cuidado! A promessa de desbloquear o acesso a qualquer rede Wi-Fi que vem circulando pelo WhatsApp não passa de um golpe, como aleta a PSafe. Segundo a empresa de segurança digital mais de 1 milhão de brasileiros já foram prejudicados apenas no último mês.

Com a falsa promessa, os hackers têm roubado informações dos usuários, que ficam sujeitos a prejuízos financeiros e vazamento de dados pessoais.

O golpe, como descreve a PSafe, é bastante elaborado e possui até comentários de falsos usuários fazendo elogios ao produto.

Tudo começa com o recebimento da mensagem de um contato conhecido ou de algum grupo com o link para o falso convite que daria acesso gratuito a qualquer Wi-Fi, ou seja, ter acesso às senhas de todas as redes sem fio protegidas.

A fraude acontece em duas etapas. Inicialmente, o usuário é incentivado a compartilhar o link com 10 amigos e 3 grupos diferentes para que esteja apto a “acessar livremente as redes sem fio”. Em seguida, é direcionado a uma página que induz ao preenchimento de informações pessoais, como número do celular para cadastro em serviços pagos de SMS; nome completo, entre outros.

Com as informações em mãos, os hackers podem aplicar golpes financeiros ou até revende-las para outros criminosos.

Para não se tornar uma vítima de golpes como esse, a PSafe recomenda que os usuários instalem e mantenham atualizado um antivírus no celular, só utilizem redes protegidas com senhas e evitem clicar em links vindos por mensagens.

 

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta